Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017 |

Editorial

Então é quase Natal

Por Redação em 16 de Dezembro de 2015


E o espírito natalino começa a tomar vulto na cidade. Os cidadãos parecem mais alegres e dispostos a ajudar os outros e eventos de caridade estão acontecendo em diversas partes do município.

E isso é algo que deve ser ressaltado, pois infelizmente poucas pessoas pensam em praticar algum ato de boa vontade para com alguém que conheça ou não.

A iniciativa de dois grupos chama muito a atenção, pois um deles há 12 anos proporciona um Natal com mais alegria aos que não dispõe de melhores condições de vida. São crianças que recebem das mãos de desconhecidos doces, guloseimas ou brinquedos que vão proporcionar alegria em suas vidas.

Já o outro foi a primeira vez que distribuiu doces, lanches, brinquedos, e alegrias aos pequenos que sofreram e muito com as cheias deste 2015 e que talvez tenham perdido até a esperança por dias melhores. Contudo esse sentimento foi parcialmente revertido e hoje estão felizes pois tiveram um domingo diferente do que enfrentaram em mais de três ocasiões em menos de seis meses.

E essas ações devem encorajar outros habitantes à buscar melhorar as condições de vida do próximo, pois basta se unir com os verdadeiros amigos e realizar bem feitorias aos outros.

Porém, mesmo que já tenha iniciado o Natal Iluminado por parte da Prefeitura, a época de boa vontade e alegria se contradiz com a real situação do município. Servidores municipais terão que pedir empréstimos para receber o que é de direito, mesmo que o governo vá se responsabilizar por todos os gastos que a operação dispense. Aliás, esse feito não ocorre somente no âmbito municipal, os servidores estaduais também vão receber o decimo terceiro salário por “meios próprios”.

Entretanto devemos chamar a atenção para o que ocorre no município, uma vez que este jornal têm circulação em Alvorada e fala somente de assuntos relacionados ao município, pois o servidor que trabalha durante todo o ano espera ansiosamente por suas férias e seu pagamento por isso. É justo e deve ser cumprido.

COMENTÁRIOS ()