Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2018 |

Editorial

O futuro depende da (boa) educação

Por Redação em 02 de Fevereiro de 2018


É possível crer em um mundo melhor e mais justo no futuro? Não em um futuro próximo, mas sim em gerações futuras e ao longo dos anos. Provavelmente sim, mas, para isso, será necessário investir mais e mais na educação do nosso país, estado e município. Isso sem sombra de dúvidas e independente do quanto está sendo investido atualmente. Não é o suficiente. Infelizmente não é e a realidade está nas ruas.

Nesta semana, circula no Jornal A Semana duas matérias sobre educação na cidade. As duas positivas. A primeira delas é sobre os uniformes e kits escolares distribuídos para os alunos da rede municipal de ensino. Uma atitude louvável, afinal Alvorada conta com muitas escolas em bairros periféricos, onde os alunos, muitas vezes, não têm condições financeiras de adquirir um bom calçado ou um caderno novo todos os anos.

Mas será que isso é o suficiente? Provavelmente não. Apesar de terem sido investidos uma grande quantia na compra destes materiais (os valores não foram divulgados até o momento), não é só de material que as escolas precisam. É necessário investir em infraestrutura, na formação continua de professores e na remodelação da grade curricular das escolas.

Uma das mudanças já está sendo implantada, que é a alfabetização desde o primeiro ano de ensino. Mais uma grande ação, sem sombra de dúvidas. Porém, mais uma vez, não é o suficiente. Porém já é um início. Com certeza é uma boa iniciativa da atual gestão. Tomara que essa atitude siga nas próximas gestões e não se de uma descontinuidade nos projetos desenvolvidos até o momento.

Isso porque, como todos sabem, a cada gestão que passa, projetos são interrompidos no decorrer e, na maioria das vezes, quem sai prejudicado é a população. Infelizmente. Agora o leitor pode estar se perguntando: qual o motivo de se debater educação nesta edição do editorial. O motivo está na segunda reportagem desta semana sobre o tema.

E é uma pauta boa: os cinco alunos do curso pré-vestibular gratuito de Alvorada que passaram na universidade federal. Isso é uma ótima notícia para os alunos contemplados pelo seu mérito e para o município de Alvorada. O que preocupa é que as duas estudantes entrevistadas ressaltaram que aprenderam em um ano de cursinho o que não entenderam em toda sua vida letiva.

Esse apontamento tem de fazer com que a educação, em todas as esferas, seja repensada e atualizada. Algo tem de ser feito para que se compreenda o porquê o ensino público é tão defasado. A reportagem do Jornal A Semana vai continuar fiscalizando as ações desenvolvidas, mas o leitor que acompanha este periódico também pode problematizar e pensar sobre a importância de uma educação para as futuras gerações que ainda estão por vir.

COMENTÁRIOS ()