Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 |

Editorial

O legado que restou

Por Redação em 18 de Julho de 2014


Acabou a Copa do Mundo no Brasil e o País voltou à normalidade, com a população vivendo seu dia a dia com semanas inteiramente trabalhadas, rodas de bate papos sobre os mais diversos assuntos, futebol apenas nas noites de quarta e finais de semana. Por tudo isso já se esperava.
Mas muitos querem saber se outra normalidade vai voltar, como o trânsito nas grandes cidades, que foram transformados por obras não acabadas ou ainda as péssimas condições de saúde, transporte e educação que muitos de nós de depara diariamente e que, infelizmente, já viraram rotina.
Padrão FIFA foi o que mais se ouviu nos últimos anos, não só no período da competição. E isso valia para obras, instalações, comportamento dos brasileiros, empolgação com a grande festa do futebol. E por um curto período isso até valeu, pois a Copa do Brasil foi considerada uma das melhores dos últimos anos, apesar de sermos mais conhecidos como o povo da “lei de Gerson” que leva vantagens em tudo.
Quem sabe nos saímos bem nesse período que passou justamente pelo nosso jeitinho brasileiro, nossa habilidade em nos sairmos bem, mesmo nas piores situações.
Mas a realidade é que as lições da Copa, principalmente as sobre comportamento e cidadania (se é que houveram), não conseguiram perpetuar nem até o final do mês. Já na primeira rodada do Campeonato Brasileiro e de algumas competições estaduais, já foram registrados casos de agressão dentro e fora de campo.
Quanto às obras, tão propagadas e aguardadas por todos, há garantias de que serão concluídas ainda esse ano, mesmo que a Copa tenha passado. Esperamos que a qualidade siga “padrão FIFA” e que outros viadutos não caiam sobre os brasileiros.

COMENTÁRIOS ()