Domingo, 24 de Setembro de 2017 |

Editorial

O paradigma de anos e anos

Por Redação em 23 de Junho de 2017


Ao longo dos 28 anos completos, o jornal A SEMANA forma milhares de páginas escritas com dedicação no seu dia-a-dia. Espaços gêneros tomaram conta nas centenas de edições que semanalmente estão presentes em inúmeros lares alvoradenses de forma impressa e há algum tempo na plataforma digital.

Os fatos jornalísticos relatados vão além das fronteiras no qual muitos leitores contribuem para melhorarmos a cada semana nossas edições. A atualização imediata é a forma mais fácil de fazer presente e ficar por estes longos anos sendo prestigiado de diversas maneiras.

Ao compasso da nossa atualização, vemos que nem todos os setores acompanham isto no decorrer de sua história. O planejamento, mais especificamente no setor público é um, porém a prática final é totalmente diferente. Resta olhar os inúmeros prédios alugados pelos poderes constituídos, valores estes que poderiam ser distribuídos entre a comunidade de forma mais concreta e salutar. De igual forma, o “elefante branco” junto à praça central, que será o futuro prédio do legislativo municipal. Se fosse construído pela iniciativa privada, em alguns meses teria começado e finalizado. Agora são décadas de investimento, promessas e ocupação efetiva. Se tudo correr bem, somente no próximo ano teremos o local em condições.

Entram governos e saem governos, e as promessas são inúmeras e teimam em ser duradouras. O calçamento de qualidade das vias públicas é uma outra situação que necessita ser seriamente rebuscada. Não duram sequer às primeiras semanas e com um breve advento de chuvas, o caos retorna novamente. Asfalto de primeira qualidade é difícil de ser utilizado. Pois gera mais “retorno” o fazer e o refazer das obras, não pensando na utilização de material de melhor qualidade.

E esta aplicação de material que a iniciativa privada não utiliza é de praxe dos poderes públicos constituídos. Ganham os de melhor preço, porém a qualidade fica para segundo plano. E é de conhecimento de todos que esta cultura vai levar algumas décadas para melhorar.

O que se necessita é a mudança urgente dos paradigmas atuais, pois o que nos foi apresentado até o presente momento, é a repetição do passado que nos trouxe a situação atual que nos encontramos.

COMENTÁRIOS ()