Sexta-Feira, 22 de Setembro de 2017 |

Editorial

Ocupação que serve de exemplo

Por Redação em 26 de Maio de 2016


Em dias de tantas más notícias temos uma que por um lado é boa. É sobre a ocupação da Escola de Ensino Fundamental Brigadeiro Antônio Sampaio, que fica no bairro Cedro. Dizemos que é uma boa notícia porque alunos com idade máxima de 14 anos estão reivindicando melhorias na escola que há algum tempo apresenta inúmeros problemas.

Sim, alunos com pouca idade estão protestando pacificamente por melhores condições de estudo para eles e trabalho aos seus professores. Numa época da vida que normalmente os pensamentos de adolescentes se passam fora da escola eles estão vendo que devem se manifestar por melhorias.

Como disse Abraham Lincoln, “Pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar, transforma homens em covardes”, estes adolescentes estão indo além do simples estudar e estão se tornando parte do lugar que é a sua segunda casa.

Estão indo atrás de melhores condições para sua escola, não estão esperando a boa vontade dos governantes. Estão tendo a tal da “criticidade” que, se todos tivéssemos, não estaríamos num país que é governado por pessoas que não fazem seu trabalho como deviam, deixando a sociedade com vários problemas sócios econômicos. E, o mais importante, estão fazendo isso pacificamente sem agressão a nenhum indivíduo.

Os problemas na escola são muitos e estivemos lá para acompanhar em loco. Eles começam logo nas salas de aula onde os alunos têm problemas de escutar as aulas porque o barulho da rua transpassa as paredes.

Quando vão lanchar a refeição não é suficiente para suprir sua fome e com isso os estudos e o prestar atenção nas aulas fica prejudicado. Atualmente o governo do Estado paga pela merenda escolar R$ 0,30 por aluno. Além disso, a quadra esportiva não é coberta e quando chove não há educação física nem intervalo no pátio.

No inicio deste texto dissemos que essa notícia por um lado é boa e apresentamos o porquê disso. Por outro lado ela também não é boa, pois infelizmente chegamos ao ponto de termos que ver alunos ocupando escolas para protestar por melhores condições de estudo e trabalho.

Chegamos nesse ponto porque mais uma vez nossos governos não dão a devida atenção a educação, que é a base de tudo, pois se queremos um Brasil com melhores condições de vida para seu povo nossos governantes tem que cumprir com o que prometeram antes das eleições.

COMENTÁRIOS ()