Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021 |

Editorial

Os extremos da saúde

Por Redação em 05 de Fevereiro de 2021


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS)– ou a área da saúde – nunca esteve tão em pauta na história de Alvorada. Isso porque estamos passando pela maior pandemia nos seus 55 anos de história. Nesse momento (triste) histórico, ficou nas costas da área da saúde auxiliar na solução dos nossos problemas com o coronavírus. Isso vindo da orientação, tratamento e agora a imunização.

São dezenas de vidas perdidas pela doença. Contudo, sabe-se que a SMS vem trabalhando duro para poder dar sequência ao processo de imunização de todos. Isso virou o carro-chefe de um país e não poderia ser diferente, contudo é necessário manter os olhos abertos para outros problemas que surgem, sem deixar de lado nenhum alvoradense.

No ano passado inclusive destacamos matérias sobre essas e outras pautas que cabem à SMS administrar. Outras doenças que não estão sendo acompanhadas, problemas psicológicos e mentais surgindo nas pessoas e muitos outros pontos importantes. Por isso é dito neste editorial que a saúde nunca foi tão importante como nos últimos meses.

Aqui não está se criticando a atenção dada à pandemia, mas sim questionando como está a atenção para as outras áreas. Por exemplo: nessa semana foi feita uma reportagem com a comunidade atendida pela UBS Cedro. Lá foi possível ver que existem várias pessoas insatisfeitas com o atendimento prestado. Isso faz com que se questione a atenção para os outros setores.

São inúmeros problemas relatados pela população. Nessa semana foi na UBS Cedro, mas já houve relatos e denúncias inclusive feitas pelo SIMA sobre o descaso inclusive com a infraestrutura de alguns locais. Isso serve para mostrar que, por mais que esteja sendo feito um trabalho digno na área da Covid, a saúde não pode ser somente isso.

É preciso mais atenção e cuidado com os outros setores. Eles são de fundamental importância para uma cidade como a nossa, que já sofre em diversos meios, mas que carece de carinho e proteção. Que os trabalhos feitos na luta contra a pandemia se ampliem para as outras alas da saúde do nosso município. E esta atenção deve ser também vista por as demais secretarias, para não sobrecarregar uma que já está com grande carga que jamais foi carregada.

COMENTÁRIOS ()