Segunda-Feira, 26 de Outubro de 2020 |

Editorial

Os motivos da descrença

Por Redação em 28 de Fevereiro de 2020


A principal pauta desta semana são as obras de pavimentação que estão sendo realizadas desde junho/julho do ano passado no Bairro Torotama. As ruas em questão ficam localizadas quase no fim da cidade, na divisa com Viamão. É um dos bairros mais distantes do centro e que muitos disseram “ter sido esquecido por Deus”. Mas por que isso aconteceu com aquele povo?

A descrença dos moradores com a pavimentação era grande. Na matéria que circulou em 2019, muitos disseram já ter escutado promessas de que o asfalto chegaria a Torotama – algo que nunca havia saído do papel. Mesmo agora, com o asfalto quase concluído, ainda existem alvoradenses que preferem esperar ficar 100% concluído para celebrar essa conquista.

Contudo, a dúvida que fica é: porque essa descrença? O que foi feito (ou não) para que os moradores ficassem tão receosos sobre a vinda destes investimentos? Esse é o ponto que esse editorial quis embarcar e compreender. Afinal, existem diversas teorias que podem corroborar para essa resposta: a falta de investimento, cenário político e promessas não cumpridas.

O bairro é um dos mais isolados da cidade e um dos que menos contavam com a presença do poder público. Existe uma escola municipal e nada mais. Todas as ruas eram de chão batido. Muitos moradores contam que, quando chegaram, tiveram que reivindicar primeiro por luz e água. Hoje em dia, muitas casas seguiam sem ligação de esgoto – algo que mudou com a chegada do asfalto.

Já o cenário político é o que todos já sabem. O meio está sujo para a população. Foram tantos casos de corrupção no país que muitos não acreditam mais em ninguém mesmo em Alvorada. Colocaram todos os políticos em um mesmo balaio – balaio negativo por sinal – e isso só prejudica os trabalhos desenvolvidos. Contudo, como foi generalizado para baixo, ninguém mais acreditava que o local ia ser pavimentado.

Por último, mas não menos relevante, existe o problema das promessas infundadas. Muitos afirmam que já ouviram de candidatos a vereador e a prefeito de que aquelas ruas seriam pavimentadas. Foram anos escutando juras, confiando os seus votos e, depois da expectativa, sofrendo com a frustração. Isso porque anos se passaram e somente agora o asfalto chega a Torotama.

A ideia deste editorial não é tirar os méritos da atual administração em ter feito esse investimento no bairro. O ponto é debater e/ou questionar a demora desse recurso chegar e os motivos do povo ser tão descrente. Isso é triste, pois são muitos os fatores negativos que ocorreram para chegar nesse patamar. Contudo, é importante trabalhar cada vez mais para mudar todas as perspectivas aqui levantadas.

COMENTÁRIOS ()