Sbado, 03 de Dezembro de 2022 |

Editorial

Projetos pontuais precisam ser maiores

Por Redação em 14 de Outubro de 2022


Nesta edição é falado sobre um projeto muito interessante que está sendo desenvolvido na Escola Salvador Jesus Cristo. Trata-se de um projeto de empreendedorismo dos alunos do ensino médio sobre o descarte correto de resíduos. Uma prática que coloca os estudantes como protagonistas, já que eles usam a escola para administrarem a própria empresa.

A reportagem do Jornal A Semana acompanhou in loco uma tarde de trabalho deles – os encontros acontecem todas as quartas-feiras. A empresa tem setores e apresentam seus resultados e projetos numa grande roda de conversa. O material arrecadado é vendido e a empresa tem a meta de, até o fim do ano, chegar em mil reais arrecadados com estas ações.

É muito interessante ver um projeto como esse saindo do papel. No passado isso foi mais comum. Um exemplo era o programa ‘Jovem do Futuro’, que o Unibanco desenvolveu em escolas estaduais e o Salgado Filho foi um dos contemplados. Propostas de colocar no protagonismo a geração que comandará o nosso município, estado e país é de suma importância para o desenvolvimento deles.

A situação atual é que hoje esses projetos são pontuais e não deveria ser assim. Eles deveriam ser a regra em um momento tão importante na vida dos jovens. É óbvio que se tem ciência de que não é o melhor caminho apressar as coisas e pressionar crianças a decidir o seu futuro, mas ter esse tipo de projeto que empolga, ensina e mobiliza uma turma tem fatores positivos.

No passado havia mais e hoje são poucos e, em sua maioria, na iniciativa privada. Contudo, o certo era isso estar rolando dentro da periferia, aonde os alunos mais precisam de incentivo e apoio para, muitas vezes, conseguir mudar a realidade em que vive. É preciso fazer mais e em mais esferas. É necessário que projetos como esses deixem de ser notícia pelo inusitado.

Fica o parabéns para quem pensa em projetos como esses, mas também fica o “puxão de orelha” – no bom sentido – para quem precisa pensar em ações sociais benéficas para a comunidade que tanto precisa de atenção e investimento em um momento tão crucial da vida, que é a fase da pré-adolescência e o fim do período escolar rumo a novos desafios.

COMENTÁRIOS ()