Sexta-Feira, 28 de Julho de 2017 |

Editorial

Pronto atendimento

Por Redação em 01 de Agosto de 2014


Somos todos consumidores, e sabemos a importância de um atendimento imediato e de qualidade quando estamos em busca de um produto. O quanto é importante recebermos aquilo que procuramos e, principalmente quando temos urgência, o quanto a presteza é valorizada na hora da entrega.
Contudo, nem tudo que é feito com rapidez e agilidade pode ser considerado de boa qualidade. Diriam os antigos que a pressa é inimiga da perfeição... Que o apressado come cru... E por aí vão os ditos populares.
Para certas ações, por mais necessárias que elas pareçam, é preciso esperar o momento certo para sua execução, sob pena de vermos todo um trabalho perdido, desperdiçado. E infelizmente essa foi a situação vivenciada pela comunidade alvoradense durante essa semana. Uma solicitação de manutenção em uma rua que vinha sendo solicitada há vários meses chegou à imprensa da capital que correu atrás de informações. O trabalho acabou sendo realizado às pressas, em um dia de chuva, e o resultado foi desastroso para os moradores, que viram a situação piorar ainda mais: conclusão que eles não imaginavam que poderia ocorrer.
...
Por outro lado há situações que se arrastam por meses, anos até, de manutenção de vias, conserto de problemas importantes para o bom andamento da cidade, de bairros, da vida dos alvoradenses.
Somos uma grande cidade, repleta de necessidades e dificuldades. A falta de recursos que atinge vários municípios gaúchos nos chega com intensidade, e a auto estima da população, que parecia um pouco elevada, cai por terra e se enterra em meio a tantas situações constrangedoras. Administração após administração, são realizados muitos feitos, mas também são esquecidas outras tantas conquistas, deixadas de lado por interesses, questões políticas...
E em meio a todas essas idas e vindas, é a população quem mais é penalizada, sempre esperando por dias melhores, e muitas vezes se sentindo lesada pelos resultados. Urge a necessidade de dar continuidade aos avanços conquistados e não medir esforços para melhorá-los. O resultado da boa pratica interessa a todos e não meramente aos ocupantes do cargo a qual nos os elegemos.

COMENTÁRIOS ()