Terça-Feira, 19 de Setembro de 2017 |

Editorial

Reflexo atrasado

Por Redação em 16 de Maio de 2014


Com as novas tecnologias há sensações que se perdem. Muitos dizem que a informática, apesar de facilitar nossas vidas, também nos aliena, nos afasta da realidade.
Um exemplo sempre utilizado é o das redes sociais, onde nos sentimos conectados com o mundo, mas estamos sós ao mesmo tempo. Lá podemos dividir experiências com desconhecidos e nos preservamos de compartilhar as coisas boas da vida com a família e amigos. Mais do que uma escolha, esse é o preço a pagar pela tão propagada “globalização”, quando o Planeta se transforma em uma aldeia onde todos se conhecem, mesmo sem se aproximarem.
E um outro reflexo da tecnologia pode ser sentido durante essa semana. Apesar do aumento das passagens de ônibus em mais de 3%, sendo que agora as tarifas de Alvorada – Porto Alegre custam a partir de R$ 3,00, poucos foram os que perceberam a mudança. Graças ao sistema de bilhetagem eletrônica, em que a passagem é paga com cartão magnético, muitos dos usuários nem perceberam a diferença no aumento da passagem. E os que perceberam não chegaram a se incomodar já que não precisaram desembolsar centavos a mais, ao menos por enquanto.
Então, podemos esperar um reflexo atrasado, uma reação tardia ao novo valor, que só será sentido quando os passageiros forem recarregar seus cartões ou tiverem seus descontos efetivamente realizados nas folhas de pagamento.
Desta forma ainda resta uma esperança àqueles que foram às ruas no último inverno, para ver um povo voltar a reagir aos altos impostos e corrupção a partir de 20 centavos ou mais.
Aos que afirmavam não ser apenas o valor, fica a indignação de ver o gigante novamente dormindo em berço esplêndido, alheio aos movimentos criminosos que surgiram a partir dali e que hoje agem queimando ônibus e depredando patrimônios pelas ruas das principais cidades do País.
Está na hora da população novamente tomar a frente e mostrar que manifestações pacificas e ordenadas, podem sim, alcançar bons resultados.
É o que os servidores de Alvorada estão tentando realizar e esperamos que lutem, pacificamente, pelos melhores resultados para a cidade. E que nós contribuintes e espectadores do fato possamos ver um final próspero nestes novos desafios.

COMENTÁRIOS ()