Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017 |

Editorial

São grandes as chances

Por Redação em 28 de Dezembro de 2013


Analisando o ano que passou, aliado a toda a expectativa criada, podemos dizer que foram dias de altos e baixos, com grandes conquistas por um lado, mas que deixaram a desejar principalmente no âmbito regional.
Vimos muitas ações sendo realizadas, que há muitos anos esperávamos como nação brasileira. Suspeitos de corrupção sendo devidamente julgados e condenados; outros tantos com seus direitos políticos suspensos. O povo indo para a rua reivindicar seus direitos, vândalos se valendo das manifestações para quebrar e pichar em nome da desordem.
O País se preparando para a Copa do Mundo a passos de tartaruga... ou seria de tatu bola? Caos na saúde, aumento dos combustíveis, transporte público sem qualidade e cada vez mais caro em todos os cantos do Brasil, diminuição das passagens em algumas cidades... (Dizem que resultado das tais manifestações que acabaram após esse episódio, apesar da necessidade de ainda reivindicar).
Localmente, o que vimos foi uma população ansiosa por mudanças e novidades, mas que teve que esperar por quase um ano para ver a sua cidade recebendo alguma atenção, mesmo que mínima, e que ainda aguarda pelas principais transformações, que vão muito além dos canteiros pintados e o mato cortado.
Mas, em vista do passo dado em dezembro, temos esperança que 2014 seja um bom ano, de grandes realizações e novidades importantes para a cidade e seu povo.
Ano que vem, além da Copa do Mundo, que promete “grandes emoções” aos brasileiros, não podemos nos esquecer que também é um ano eleitoral. Eleger nomes para o Governo do Estado e também representantes para o Legislativo Estadual e Federal é de grande importância, principalmente para o momento que o País está vivendo. Bem diferente da Copa, nossa luta é em busca de um título diário, que nos confira o título de bem viver, o título de seriedade e honestidade na política e na vida.
É isso que esperamos para o Brasil, é isso que buscamos em 2014 e nos demais anos.

COMENTÁRIOS ()