Sexta-Feira, 07 de Agosto de 2020 |

Editorial

Seguindo firmes, avante...

Por Redação em 13 de Setembro de 2019


O mês dos grandes eventos na região sul do país estão em pleno vigor. Além de ser uma data festiva, o 7 de Setembro trouxe novamente um pouco do grande valor patriótico que ficou um pouco esquecido pelos anos e revigora com os novos ventos. O feriado também fortemente relacionado à cultura gaúcha está batendo as portas e será na próxima sexta-feira, 20/09, quando a nova edição deste semanário estará circulando. E no dia 17 de setembro, na próxima terça-feira, é celebrada a data máxima consagrada no município, o dia da emancipação da nossa cidade: ALVORADA.

Desde os tempos do então Passo do Feijó, grandes cidadãos honraram o compromisso de forjar e assegurar para a sua comunidade dias melhores. Com pouco mais de mil habitantes antes da emancipação, hoje habitam em nosso entorno mais de 200 mil pessoas. A forte contribuição foi o êxodo rural e a procura de espaço e emprego na capital dos gaúchos e arredores. Povo ordeiro, trabalhador que ganha com o suor do seu labor o seu salário.

Recheada de obras públicas em todos os cantos da cidade, esperam pacientes a população o seu fim. O início foi dado há anos, porém a falta de gestão e valores financeiros tardam que estas, sejam inauguradas. O exemplo clássico ficou para o Legislativo, que após 20 anos do lançamento da pedra fundamental, isto em 1998, adentrou no novo e moderno prédio em agosto deste ano. Salientamos que esta obra não teve nenhum recurso financiado por bancos, tudo já está pago antes mesmo da entrega.

Salienta-se também, entre outros, o esplendor do antigo e sempre atual espaço no bairro Intersul a Lagoa do Cocão que em poucos anos, com trabalho dedicado da CORSAN, Executivo e demais parceiros é agora um lugar aprazível para toda a comunidade.

Mas a população clama por inúmeros serviços pontuais que teimam em não chegar. Entre eles o saneamento básico, ruas calçadas, a qualidade do atendimento na saúde e segurança. Apesar de todos estes percalços, a comunidade segue firme em seus propósitos, em busca de seus ideais. Como nos municípios limítrofes e rincões deste estado, existe tradição e abundância no coração da cidade. O calor da chama crioula, que se faz sentir em todos os cantos, também aquece e revigora o culto as nossas raízes, a nossa cultura.

E para fechar com chave de ouro, está sendo preparado com grande esmero o tradicional baile municipal que estará também na história. Nossas entidades carentes serão prestigiadas e assim, com gestos simples e com forte apelo, seguimos firmes para novas caminhadas, marcando espaço no contexto da sociedade onde estamos inseridos.

COMENTÁRIOS ()