Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020 |

Editorial

Um final de semana de reflexão

Por Redação em 18 de Abril de 2019


Estamos chegamos ao fim da quaresma. Um período de resguardar e refletir. De purificação e se preparar para a Semana Santa que é celebrada popularmente no Brasil a partir do meio dia de quinta-feira. Serão quase quatro dias onde aí sim essa reflexão será mais profunda e intensa, onde haverá um momento espiritual e religioso de respeito e ambientes mais calmos.

Atualmente todos vivem em momentos de tensão e pressa. Quem não está atrasado para alguma coisa? Todos correm para todos os cantos, muitas vezes como baratas tontas e sem saber o que fazer ou como parar. Isso que estamos falando do dia a dia de todos os reles mortais e não de pessoas que acumulam poderes e riquezas. Para eles a velocidade é diferente.

Além disso, atualmente as correntes de ódio, fake news e outros aspectos que dividem as pessoas (Direita X Esquerda; Grêmio X Internacional; Religioso X Ateu). Tudo é motivo para que o ódio se propague. Não existe mais respeito e todos querem acusar o seu oposto de errado. As pessoas estão cegas de ódio pelo que simplesmente não concordam, mas o que seria do azul sem o vermelho.

Que momentos como esse que estamos vivendo neste final de semana sejam utilizados para apaziguar os ânimos. Que sejam utilizados para pensar no que está sendo feito na vida de todos e como estão sendo as reações perante o que antes não se concordava. Havia um tempo em que se dizia que futebol, religião e política não se discutiam. Hoje em dia é o oposto.

O problema é que as pessoas não compreendem que não está errado discutir. Muito pelo contrário. É importante discutir conceitos táticos, religiosos e políticos. O problema está na falta de respeito com quem não concorda com a sua opinião. Toda roda de conversa rende bons debates quando se existem argumentos e se está predisposto a escutar. Assim que as discussões estão feitas.

Estamos vivendo a Semana Santa e o que mais se espera é mais tolerância com o próximo. Que se aproveite o dia para refletir ações passadas e corrigir o futuro. O que mais se precisa agora é sim de debates e soluções, mas com respeito sempre. Normalmente feriados longos são usados para descansar ou passear, mas talvez a reflexão sobre suas ações seja a melhor coisa a ser feita.

Que a morte e ressurreição nos possibilitem o bem viver e dignos do maior presente que dos céus recebemos.

COMENTÁRIOS ()