Quinta-Feira, 22 de Junho de 2017 |

Fique Sabendo

Doação de sangue

Por Redação em 26 de Novembro de 2013


A campanha para doação de sangue no Brasil tem sido grande. O país precisa, diariamente, de quase 6 mil bolsas de sangue. A doação é segura e leva cerca de 30 minutos. Mas são necessários alguns requisitos para quem quer ser doador.
Por que doar sangue - Todos os dias, infelizmente, acontecem acidentes. Pessoas sofrem cirurgias de urgência. Elas aguardam que pessoas façam um gesto de solidariedade e doem sangue para reabilitar a vida. Mas não só os acidentados precisam de transfusões. Quem sofre queimaduras e os hemofílicos, por exemplo, também necessitam delas.
Se cada cidadão saudável doasse sangue, pelo menos, duas vezes por ano, não seriam necessárias campanhas emergenciais para coletas de reposição de estoques. O sangue não tem substituto e, por isso, a doação voluntária é fundamental. Uma simples doação pode salvar muitas vidas. Inclusive a sua.
Em caso de transfusão, o ideal é que o paciente receba sangue do mesmo tipo que o seu. Porém, em urgências, quando muitas vezes não há tempo para tipificar o sangue, usa-se o chamado sangue universal, que é do tipo O com fator RH negativo. Isso é uma dificuldade crônica, já que apenas 9% da população brasileira têm esse tipo sanguíneo.

Condições básicas para doar sangue - * Sentir-se bem, com saúde; * Apresentar documento com foto, válido em todo território nacional; * Ter entre 18 e 65 anos de idade; * Ter peso acima de 50Kg; * Os intervalos para doação são de 60 dias para homens e de 90 dias para mulheres.

Recomendações para o dia da doação - * Nunca vá doar sangue em jejum; * Faça um repouso mínimo de 6 horas na noite anterior a doação; * Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores; * Evitar fumar por pelo menos 2 horas antes da doação; * Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas antecedentes a doação.

Quem não pode doar - * Quem tem anemia; * Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade; * Mulheres grávidas ou amamentando; * Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas; * Usuários de drogas; * Aqueles que tiveram relacão sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

COMENTÁRIOS ()