Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017 |

Fique Sabendo

História do chimarrão

Por Redação em 17 de Abril de 2014


Conta a lenda, que os soldados espanhóis ao chegarem à foz do Rio Paraguay, em 1536, ficaram muito impressionados com a fertilidade da terra às margens do rio, fundando assim a primeira cidade da América Latina: Assunción de Paraguay. Devido às saudades de seus familiares, os desbravadores eram famosos pelos seus porres. A fim de curar suas bebedeiras, os soldados espanhóis começaram a tomar a erva-mate por notar que ela aliviava a ressaca. Foi assim, que a erva-mate chegou ao Rio Grande do Sul, transportada na garupa dos guerreiros daquela época.
Desde então, o chimarrão se tornou um dos principais símbolos do Rio Grande do Sul, a ponto de merecer um dia dedicado a ele, comemorado em 24 de abril.
O chimarrão é servido em cuia e feito com erva-mate, sobre a qual se derrama água quente. Diz-se que gaúcho que é macho gosta do mate bem amargo, mas há quem misture açúcar. Também é muito comum colocar saquinhos de chá na erva, como cidreira ou hortelã, para adicionar um sabor especial. A bebida possui propriedades digestivas e estimulantes, mas não se recomenda tomá-lo antes do café da manhã, para evitar a gastrite.
O chimarrão pode ser tomado sozinho, acompanhado ou em grupo. Numa roda de chimarrão, passar a cuia para outra pessoa, antes de beber todo o líquido, é considerado infração gravíssima.

Os 10 mandamentos do chimarrão
1) Não peças açúcar no mate;
2) Não digas que o chimarrão é anti-higiênico;
3) Não digas que o mate está quente demais;
4) Não deixes um mate pela metade;
5) Não te envergonhes do "ronco" no fim do mate;
6) Não mexas na bomba;
7) Não alteres a ordem em que o mate é servido;
8) Não "durmas" com a cuia na mão;
9) Não condenes o dono da casa por tomar o 1º mate;
10) Não digas que chimarrão dá câncer na garganta.

Dicas de como preparar um bom chimarrão:
* Preencha a cuia com dois terços de erva-mate num lado. Pode-se utilizar um aparador, prato ou, até mesmo, as próprias mãos para tapar a cuia;
* Na parte vaga, você deve colocar a água morna (apenas para começar o chimarrão). Colocando água morna, não se queima a erva e o chimarrão não fica amargo;
* Tape a boca da bomba com o dedo polegar e a coloque-a dentro da cuia descendo-a rente à parede, para que não fique ao meio da erva e não tranque o chimarrão. Se a água descer após você retirar o dedo da bomba, o chimarrão estará pronto;
* Agora, só falta saborear o delicioso mate. Se preferir, use um filtro para a bomba. O filtro impede o entupimento. Dessa forma, você se concentra, unicamente, em apreciar o sabor do chimarrão.

COMENTÁRIOS ()