Sábado, 29 de Abril de 2017 |

Infográfico

Principais doenças do frio

Por Redação em 27 de Maio de 2016

(Foto: Pablito Aguiar)


Com a mudança de temperatura e a chegada do frio, que compromete a produção de secreções com anticorpos para a defesa do organismo, muitas pessoas ficam doentes nesta época do ano. As temidas doenças do inverno, se tratadas adequadamente, não trazem gravidades, embora tragam desconforto. Mas, quando se complicam, podem levar o paciente a óbito. Por esse motivo, é fundamental conhecer as diferenças e cuidar os sintomas para procurar auxilio médico.

• Rinite: inflamação não contagiosa do nariz quase sempre causada por alergias ou por reações à fumaça e outros agentes ambientais. Para prevenir o paciente não deve permanecer muito tempo em locais fechados, ficar longe de mofo, fumaça e cheiros fortes. Os principais sintomas são nariz escorrendo, coceira nos olhos, no nariz e na boba, espirros e às vezes um pouco de febre.

• Alergia: resposta imunológica e ocorre quando o organismo reage com exagero a alguma substancia estranha. Os sintomas mais comuns são a tosse, a coriza e a coceira nos olhos, na garganta e, muitas vezes, na pele. Os agentes podem variar: alimentos, tecidos, pelos ou penas de animais, poeira, mofo e pólen.

• Asma: doença que congestiona os brônquios, impedindo que ar chegue até os pulmões; mais frequente em crianças. Os principais sintomas são a falta de ar e o chiado na respiração. A doença pode ser causada por uma reação alérgica ou por infecção das vias respiratórias.

• Bronquite: reação inflamatória dos brônquios que impede o ar de chegar aos pulmões. No começo, os sintomas são catarro, tosse seca e com chiado. Com o agravamento, há tosse com escarros, dos atrás do osso do peito, fadiga, mal-estar geral e febre. Os causadores da doença podem ser alergias, irritações causadas pela fumaça ou pelo fumo, infecções respiratórias ou agentes ambientais, como a neblina.

• Faringite: inflamação na garganta que pode ser o primeiro sintoma de um simples resfriado quanto um problema mais grave. Os sintomas da doença são a sensação da garganta arranhada, febre, pus na garganta, dor no ouvido e dificuldade para engolir. O tipo mais comum é a faringite aguda, que pode ser causada por bactérias ou vírus.

• Gripe: a doença contagiosa ataca as vias respiratórias e é causada pelo vírus influenza. Os sintomas são febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça e inflamação nos olhos. Além do vírus, a gripe também pode ser transmitida pelo ar através de gotículas de saliva.

• Laringite: inflamação da laringe; pode aparecer sozinha ou ser um sintoma da bronquite, pneumonia e de outras infecções respiratórias. A laringite não causa dor, mas provoca rouquidão e tosse seca. Os agentes causadores podem ser vírus, bactérias e agressões ambientais como bebidas muito geladas.

• Sinusite: inflamação não contagiosa da parte interna dos seis da face. O paciente doente tem o nariz congestionado, dor de cabeça, febre, tontura e mal estar. O tratamento vai depender da gravidade do problema e pode incluir descongestionantes, analgésicos, antitérmicos, antibióticos e até cirurgias.

• Meningite: inflamação das membranas que recobrem o cérebro e a medula espinhal. Os principais sintomas são febre alta, pescoço enrijecido, náuseas e dores de cabeça. Podendo ser causada por vírus ou bactérias e muitas vezes em decorrência de gripes não tratadas.

• Pneumonia: a infecção aguda pode atingir pulmões inteiros ou em partes. Os sintomas da doença são tosse com escarro, dor no tórax, febre alta, calafrios, suor e palidez. Em geral, a pneumonia é decorrente de alguma infecção das vias respiratórias causada por vírus ou bactérias.


Fonte: ABC da Saúde

COMENTÁRIOS ()