Domingo, 26 de Março de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1074- COCITO

Por Redação em 04 de Janeiro de 2013


O futebol brasileiro ao longo dos anos teve inúmeros bons cabeças de área. Cada um com suas características próprias, porem todos eficientes na proteção à sua linha de zagueiros. Cocito, o nosso focalizado nesta edição foi um deles. Graças às suas boas qualidades defendeu grandes equipes do nosso futebol. O seu nome completo é Thiago Marcelo Silveira Cocito. Nasceu na cidade paulista de Bebedouro no dia vinte e quatro de agosto de 1977. Antes de completar um ano de idade sua família se mudou para Batatais, também em São Paulo. Iniciou suas atividades esportivas nas categorias de base do Batatais. Destacando-se foi para o Botafogo de Ribeirão Preto em 1990. Profissionalizou-se em 1995 no tricolor de Ribeirão Preto. Em 1998 foi contratado pelo Atlético Paranaense, que jogava com Flávio; Wilson, Edinho Baiano, Marcos e Adriano; Cocito, Gerson Caçapa e Paulo Miranda; Caíco, Tuta e Alex. Em 2003 retornou para o futebol paulista para atuar no Corinthians que formava com Doni; Rogério, César, Anderson e Kleber; Cocito, Vampeta e Robert; Gil, Liedson e Abuda. No ano seguinte veio para o futebol gaúcho para defender o Grêmio, que ia a campo com Tavarelli; Michel, Baloy, Claudiomiro e Rodrigo Alvim; Cocito, Leanderson e Bruno; Fábio Pinto, Christian e Luciano Ratinho. Em 2005 estava de volta ao rubro negro paranaense que atuava com Diego; Etto, Danilo, Baloy e Marcão; Cocito, Alan Bahia, Ticão e Fernandinho; Denis Marques e Aloísio. A seguir foi jogar no futebol espanhol defendendo o Tenerife e o Real Murcia. Em 2007 retornou ao futebol brasileiro para defender o Fortaleza que era escalado com Getulio Vargas; Ari, César, Preto e Aldivan; Cocito, Igor e Rodrigo; Rinaldo, Adriano Chuva e Neto Baiano. Posteriormente veio atuar no futebol catarinense contratado pelo Avaí, que jogava com Eduardo Martini; Arlindo Maracanã, Cássio, Emerson e Zé Rodolpho; Cocito, Juliano e Marquinhos; Vandinho, Bebeto e Odair. Depois de uma rápida passagem pelo Boavista do Rio de Janeiro foi para o Vila Nova de Goiás em 2009, onde encerrou sua movimentada atividade esportiva. Uma das formações do time goiano foi Juninho; Dida, Thiago Carvalho, Leonardo e Léo Matos; Cocito, Otacílio, Luciano Ratinho e Keninha; Washington e Vanderlei. Enquanto atleta Cocito foi orientado por inúmeros treinadores. Destaca o trabalho de Geninho, Antonio Lopes, Paulo César Carpegiani, Abel Braga, Vadão, Bonamigo, Adilson Batista e Gilson Kleina. Os melhores cabeças de área que viu atuar foram Dunga e Mauro. Os meias que lhe deram mais trabalho para serem marcados foram D´Alessandro, quando jogava o River Plate e Kaká. O seu gol inesquecível foi consignado no clássico paranaense Atlético quatro Coritiba um lá no Couto Pereira. O seu ídolo nos gramados foi o gaúcho Dunga. Após deixar os gramados começou a empresariar jogadores. Posteriormente passou a investir na construção civil e a participar de uma empresa de segurança em sociedade com seu irmão, no interior de São Paulo. Assim, resgatamos a história futebolística de Thiago Marcelo Silveira Cocito, o Cocito que inegavelmente marcou presença em vários grandes clubes do futebol brasileiro na última década do século passado e na primeira deste século.

COMENTÁRIOS ()