Sábado, 27 de Maio de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1085- BETO

Por Redação em 28 de Março de 2013


O futebol são-borjense ao longo dos anos deu ao futebol gaúcho excelentes atletas e de maneira especial atacantes. Como exemplo mencionamos Ivo Diogo, Zé Alcino, Moisés, Canhotinho e Beto, o nosso focalizado nesta edição. Beto foi o típico centro avante de nosso futebol. Com boa técnica e oportunismo era um perigo constante para zaga adversária. O seu nome completo é Gilberto Silva de Campos, sendo natural deSão Borja, onde nasceu no dia vinte e quatro de março de 1964. Iniciou suas atividades esportivas na Associação São Borja, de sua cidade natal. Após uma passagem pelo Santa Cruz. Foi contratado pelo Pelotas em 1992. No ano seguinte estava no Ypiranga de Erechim que ia a campo com Beto; Mauricio, Gilmar Nardi, André Luiz e Betinho; Carlos Roberto, Sérgio Oliveira e Jorjão; Paulo Gaúcho, Beto e Luvio. A seguir esteve no Esportivo de Bento Gonçalves e Dínamo de Santa Rosa para encerrar no São Luiz, de Ijui em 2001, que formava com Ciro; Tagour, Marcelo Ramos, Eliezer e Rodrigo Bandeira; Lauro, Neuri e Jarbas ; Jackson, Beto e Marco Aurélio. Beto considera que Celso Freitas foi o melhor técnico que teve. Os melhores atacantes que viu em ação foram Guilherme Macuglia e Washington. Os zagueiros que melhor lhe marcaram foram Roberto Fensterseifer e Gamarra. Os seus ídolos nos gramados foram André Catimba e Rubem Paz. Quando abandonou os gramados Beto acrescentou o seu sobrenome Campos ao seu nome e tornou-se um respeitado técnico de nosso futebol. Atualmente está no comando da equipe do Passo Fundo com ótimo trabalho. Assim resgatamos a história de Gilberto Silva de Campos, o Beto que inegavelmente foi um dos melhores atacantes surgidos no excelente futebol são-borjense.

COMENTÁRIOS ()