Quinta-Feira, 22 de Junho de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1101- RAMIREZ

Por Redação em 19 de Julho de 2013


Ao longo dos anos tivemos vários jogadores uruguaios atuando no futebol brasileiro. No futebol gaúcho tivemos craques como Rubem Paz, Julio Perez, Zunino, Ancheta e Forlan entre outros. Nos outros estados brilharam entre muitos outros Mazurkiewz, Pedro Rocha e Ramirez, o nosso focalizado nesta edição. Ramirez foi um bom lateral atuando com igual desenvoltura no lado direito ou esquerdo com várias passagens pela “Celeste Olímpica”. O seu nome completo é Sérgio Diogo Ramirez, tendo nascido na cidade uruguaia de Trinta e Três no dia vinte e quatro de dezembro de 1951. Seus primeiros clubes foram os uruguaios Liverpool e Rampla Juniors. Em 1977 foi contratado pelo Flamengo que ia a campo Cantarelly; Ramirez, Rondinelli, Dequinha e Junior; Merica, Adilio e Paulo César Carpeggiani; Junior Brasilia, Radar e Tita. Permaneceu na Gávea até 1979 quando foi contratado pelo Sport Recife que em 1980 atuava com Fernando; Paulo Mauricio, Alex, Cícero e Ramirez; Merica, Denô e Didi Duarte; Afrânio, Jorge Campos e Roberto. No ano seguinte veio para o extinto Ferroviário de Curitiba, hoje Paraná. O Ferroviário jogava com Salvino; Ramirez, Lucio, Jorge Luiz e Jorge Henrique; Baltazar, Jacinto e Jeová; Jangada, Roberto e Marco Antônio. Em 1983 retornou ao futebol carioca para defender o Campo Grande, que atuava com Zé Carlos; Orlando, Neném, Pirulito e Ramirez; Israel, Lulinha e Pingo; Luizinho, Luiz Paulo e Tuchê. Em 1983 estava de volta ao futebol paranaense para atuar no Pinheiros que jogava em 1985 com Julio César; Ramirez, Jatobá, Nenê e Dionísio; Norberto, Mauro e Marinho Rã; Capitão, Camargo e Marquinhos. No final desse ano Ramirez encerrou sua movimentada carreira como atleta de futebol. A partir daí tornou-se um competente técnico. No futebol gaúcho dirigiu o Brasil de Pelotas e recentemente o Santa Cruz. Ramirez considera que Cláudio Coutinho e Mário Eduardo Hober foram os melhores técnicos que teve. Os melhores laterais que viu em ação foram Ubiñas e Forlan. Os ponteiros que lhe deram mais trabalho para serem marcados foram Zequinha, Lula e Paulo César Caju. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo Pinheiros 1 X Curitiba 0. O seu ídolo nos gramados foi Roberto Rivelino. Curiosamente num jogo entre a seleção brasileira e a uruguaia ocorreu um incidente entre esses dois atletas, quando Ramirez correu atrás de Rivelino. Hoje são grandes amigos. Assim resgatamos a história futebolística de Sérgio Diogo Ramirez, o Ramirez que foi mais um atleta uruguaio que teve marcante passagem pelo nosso futebol.

COMENTÁRIOS ()