Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1116- PENINHA

Por Redação em 01 de Novembro de 2013


Peninha, o nosso focalizado nesta edição foi um ponteiro habilidoso e versátil, cumprindo várias funções táticas no decorrer das partidas. O seu nome completo é João Solon Lemos Corin, sendo natural de Santa Maria, onde nasceu no dia vinte e nove de maio de 1961. Em 1977 iniciou suas atividades como atleta profissional no Inter SM onde permaneceu até 1983 quando se transferiu para a Associação Alegrete. No ano seguinte foi contratado pelo Tiradentes de Brasilia. No ano seguinte retornou ao nosso futebol para defender o Inter de sua cidade natal. Em 1986 foi para o Santa Cruz da “Capital do Fumo”, que jogava com Eduardo Heuser; Paulão, Chimbica, Sérgio Roth e Sarandi; Luiz Carlos, Mazinho e Serrano; Peninha, Robson e Joubert. No mesmo ano teve uma passagem pelo Lajeadense que atuava com Edson; Nico, Duarte, Gilmar Iser e Eliseu; Paulão, Manoel e Itamar; Peninha, João Luiz e Cléo. Em 1987 retornou ao InterSM. No ano seguinte estava atuando no Glória de Vacaria. Em 1989 foi contratado pelo Ypiranga de Erechim que ia a campo com Jânio; Luiz Cláudio, Ildo, Menezes e Francisco; Joel, Peninha e Luiz Freire; Paulo Gaúcho, Ciro e Gerson. Em 1990 estava no Guarani de Cruz Alta que tinha a seguinte formação: Osvaldo; Old, Roberto, Adilson e Gilson; Rubens Paraná, Peninha e Marco Aurélio; Tulio, João de Deus e Batista. Posteriormente atuou no Guarani de Venâncio Aires, que ia a campo com Gilmar; Izidoro, Roberto, Carlos e Vovô; Edmilson, Peninha e Jorjão; Sandro, Luvio e Duia. No mesmo esteve no TAGUÁ de Getulio Vargas e no Inter SM que atuava com Miguel; Jarbas, Edson Gomes, Sandro e Donizete; Denis, Peninha e Anderson; Sandro Gomes, Fernando e Noronha. Permaneceu no Inter santa-mariense até 1993 quando foi para o Lajeadense que jogava com Jung; Vandeco, Gilmar Iser, Edson Gomes e Eliseu; Enio, Peninha e Sérgio Winck; Gelson, Renato Teixeira e Everton. No ano seguinte foi para o Palmeirense para em 1995 encerrar sua carreira como atleta de futebol no Novo Hamburgo que formava com Celso; Gerson, Bruno, Leandro e Kiko; Nhandiu, Alceu e Arizinho; Peninha, Robson e Joubert. Peninha considera que o melhor treinador que teve foi João Carlos Molinos, o saudoso Deca tragicamente falecido num acidente de trânsito que vitimou a delegação do Inter SM em março de 1985.Peninha estava no ônibus acidentado. O melhor ponteiro direito que viu em ação foi Renato Portaluppi. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo Guarani, de Cruz Alta um Caxias um. O seu ídolo nos gramados foi Valdo, antigo meia cancha do Inter SM e Cruzeiro de Minas Gerais. O apelido Peninha lhe acompanha desde garoto. Hoje Peninha reside em Santa Maria, onde é Promotor de Vendas. Assim, resgatamos a história futebolística de João Solon Lemos Corin, o Peninha que marcou presença em vários clubes de nosso interior com suas belas atuações.

COMENTÁRIOS ()