Quarta-Feira, 18 de Outubro de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1127- SILVÉRIO

Por Redação em 31 de Janeiro de 2014


Silvério, o nosso focalizado nesta edição, foi um excelente goleiro que jogou em vários clubes gaúchos. O seu nome completo é Silvério Schelz, sendo natural de Teotônia, onde nasceu no dia vinte e nove de abril de 1947. Iniciou suas atividades esportivas, ainda garoto, no Montenegro. Destacando-se veio testar a sorte nas divisões do Grêmio, onde não teve muitas oportunidades. A seguir foi para o Aimoré e em 1967 foi contratado pelo Santa Cruz que jogava com Silvério; Roberto, Taquari, Gildo e Pitia; Indio, Enio Fontana e Paulo César Tatu; Cuca, Rudi e Ari. Posteriormente defendeu o Estrela, Gaucho de Passo Fundo e São Borja, para retornar ao Santa Cruz em 1974 que jogava com Silvério; Luiz Alberto, Tião, Tadeu e Ila; Paulo Souza, João Carlos e Juarez; Cuca, Rudi e Máximo. Em 1979 o “Galo” santa cruzense jogava com Silvério; Astor, Moacir, Valdoir e Luiz Carlos; Iberê, Remi e Ito; Betinho, Guido e João Carlos. No ano seguinte foi contratado pelo arqui rival Avenida que formava com Silvério; Borba, Tião, Paulo Spall e Jairo Luz; Adair, Schneider e Viana; Paulinho, Rudi e Dandão. Encerrou suas atividades como atleta profissional em 1982 no Avenida. Silvério considera que Daltro Menezes, Gaúcho, Itamar Sampaio e Carlitos foram os melhores técnicos que teve. O melhor goleiro que viu em ação foi Gióvio, ex Brasil de Pelotas. As suas partidas inesquecíveis foram nos jogos Estrela X Grêmio e Pelotas X Santa Cruz, quando defendeu até pensamento. O seu ídolo nos gramados foi Gilmar dos Santos Neves, goleiro bicampeão mundial pela Seleção Brasileira em 1958 e 1962. Hoje Silvério reside em Santa Cruz do Sul, onde é Professor de Educação Física aposentado. Assim, resgatamos a história futebolística de Silvério Schelz, o Silvério que inegavelmente foi um goleiro que brilhou na meta de vários clubes gaúchos.

COMENTÁRIOS ()