Sábado, 29 de Abril de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1134- PATRICIO

Por Redação em 21 de Março de 2014


Patricio, o nosso focalizado nesta edição, foi mais um excelente lateral direito, que marcou presença em vários clubes do futebol brasileiro. Muitos dirigentes de clubes considerados grandes tem prevenção contra atletas que tiveram origens em pequenos clubes do Interior.A trajetória de Patricio mostra como é improcedente essa prevenção. Patricio foi um bom lateral muito eficiente no apoio. O seu nome completo é Patricio Antônio Boques, sendo natural de Aratiba, onde nasceu no dia oito de outubro de 1974. Iniciou suas atividades esportivas no Olaria de Xanxerê. Após uma passagem pelo Kinderman da cidade catarinense de Caçador, foi contratado pelo Paraná em 1999, que jogava com Régis;Patricio, Adilson, Milton do Ó e Branco; Hélcio, Pingo e Reginaldo Vidal; Jorginho, Washington e Fernando Diniz. No ano seguinte veio para o futebol gaúcho contratado pelo Grêmio, que jogava com Danrlei; Patricio, Marinho, Alex Xavier e Roger; Edinho, Eduardo Costa e Itaqui; Paulo Nunes, Ronaldinho Gaúcho e Zinho. Em 2001 foi para o futebol carioca defender o Vasco da Gama, que ia a campo com Helton; Patricio, Alexandre Torres, Odvan e Gilberto; Jorginho, William e Juninho Paulista; Euler, Romário e Paulo César. Em 2002 defendeu o Figueirense que atuava com Gustavo; Patricio, Fransérgio, Carlinhos e André; Paulo Sérgio, Maranhão e Mabilia; Marcelinho, Dauri e Renato Martins. No ano seguinte foi para o futebol paulista contratado pelo Guarani de Campinas. O “Bugre” era escalado com Jean; Patricio, Paulão, Juninho e Gilson; Leandro Guerreiro, Lucio e Alex; Credence, Rodrigão e Léo. Em 2005 retornou ao futebol gaúcho para atuar no 15 de Novembro de Campo Bom, que jogava com Marcio Angonese; Patricio, Marcão, Ediglê e Cristiano; Edmilson, Perdigão e Julio Rodrigues; Jacques, Dauri e Flávio Dias. Em 2006 estava de retorno ao Estádio Olímpico para integrar uma equipe que formava com Galatto; Patricio, Maidana, Evaldo e Escalona; Jeovânio, Lucas e Tcheco; Marcelo Costa, Ramon e Pedro Junior. No ano seguinte permaneceu no Olímpico formando num time que ia a campo com Saja; Patricio, Schiavi, William e Lucio; Lucas, Edmilson, Diego Souza e Tcheco; Tuca e Carlos Eduardo. Em 2008 retornou para o futebol paulista contratado pela Portuguesa de Desportos. A “Lusa do Canindé” formava com André Luiz; Patricio, Bruno Rodrigo, Marco Aurélio e Bruno Recife; Dias, Eric e Carlos Alberto; Preto, Christian e Diogo. Em 2009 foi para o futebol baiano defender o Bahia que atuava com Marcelo; Patricio, Nem, Evaldo e Rubens Cardoso; Elton e Leandro Almeida; Alex Maranhão e Léo Medeiros; Beto e Reinaldo Alagoano. Após uma passagem pelo São Caetano em 2010, no ano seguinte retornou para o nosso estádio para encerrar sua movimentada carreira como atleta de futebol no Caxias. A equipe Grená ia a campo com André; Patricio, Vanderlei, Gerethes e Gerley; Marcos Roberto, Itaqui e Dê; Waldison, Everton e Lima. Patricio teve a orientá-lo vários técnicos. Considera que Mano Menezes foi o melhor. Os melhores laterais direitos que viu em ação foram Arce e Cafu. Os atacantes que lhe deram mais trabalho para serem marcados foram Nilmar, Dagoberto e Robinho. O seu gol inesquecível foi marcado num Atle X Tiba, quando marcou um golaço cobrando uma falta na gaveta. O Coritiba venceu por 3X2. Os seus ídolos nos gramados são Cafu, Dunga e Dinho. Hoje Patricio reside em Sapiranga, onde possui uma Escolinha de Futebol. Recentemente Patricio treinou a equipe do 15 de Novembro, porém lamentavelmente não foi bem sucedido. Assim resgatamos a história futebolística de Patricio Antônio Boques, o Patricio que inegavelmente foi um excelente lateral direito com marcante passagem em vários clubes de diversos estados brasileiros.

COMENTÁRIOS ()