Sexta-Feira, 28 de Julho de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1140- VILSON

Por Redação em 02 de Maio de 2014


Vilson, o nosso focalizado nesta edição foi um excelente lateral direito. Era muito eficiente no apoio e também atuou com sucesso na zaga central. Dotado de uma força física acima do normal, Vilson se tornou conhecido como Vilson Cavalo. O nome completo é Vilson Cereja, sendo natural de Porto Alegre, onde nasceu no dia vinte de março de 1955. Iniciou suas atividades esportivas nas divisões inferiores do Grêmio, tornando-se profissional em 1975, quando passou a integrar uma equipe que jogava com Picasso; Vilson, Beto Fuscão, Ancheta e Bolivar; Cacau, Osmar e Loivo, Zequinha, Neca e Nenê. Permaneceu no Olímpico até 1979 quando o Grêmio jogava com Manga; Vilson, Ancheta, Vantuir e Dirceu; Vitor Hugo, Nardela e Jorge Leandro; Tarciso, André Catimba e Éder. No ano seguinte foi para o Coritiba que jogava com Moreira; Vilson, Duilio, Gardel e Dionisio; Almir, Escurinho e Leomir; Gilson Paulino, Luiz Freire e Tadeu. Em 1981 foi contratado pelo Sport Recife que atuava com Pais; Vilson, Eugenio, Romero e Toninho Costa; Givanildo, Edson e Denô; Eusébio, Roberto e Mano. No ano seguinte permaneceu em Recife, mas trocou de clube. Foi contratado pelo Náutico, que formava com Jairo; Vilson, Dimas, Claudio e Carlinhos; Lourival, Luciano e Esquerdinha; Heider, Lupercinio e Porto. Permaneceu no clube do estádio dos Aflitos até 1984 integrando uma equipe que atuava com Pimenta; Vilson. Edson, Zé Eduardo e Alberis; Lourival, Baiano e Alex; Heider, Paulinho e Ademir Lobo. Em 1986 Vilson foi contratado pela Inter de Limeira que ia a campo com Silas; Vilson, João Luiz, Alves e Pecos; Gilberto Costa, Carlos Silva e João Batista; Tato, Cleber e Lê. Posteriormente Vilson defendeu o Independente de Limeira, o ABC de Natal e o Central de Caruaru, onde encerrou sua carreira como atleta de futebol em 1992. Entre os inúmeros técnicos que teve, Vilson destaca o trabalho de Telê Santana. O melhor lateral direito que viu em ação foi Cafu. O ponteiro esquerdo que lhe deu mais trabalho para ser marcado foi o Joãozinho que jogou no Cruzeiro mineiro. O seu gol inesquecível foi consignado no jogo Grêmio X Nacional. O seu ídolo nos gramados foi Zico. Hoje Vilson reside em Recife, onde é proprietário de uma Escolinha de Futebol. Assim, resgatamos a história futebolística de Vilson Cereja, o Vilson Cavalo, que inegavelmente foi um dos melhores laterais direitos de nosso futebol nas décadas de setenta e oitenta.

COMENTÁRIOS ()