Domingo, 19 de Novembro de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1145- GIL BAIANO

Por Redação em 06 de Junho de 2014


Gil Baiano, o nosso focalizado nesta edição foi um craque baiano que teve marcante passagem pelo nosso futebol, de maneira especial no futebol caxiense. Meia atacante muito habilidoso e veloz sempre deu muito trabalho para os sistemas defensivos adversários. O seu nome completo é Gilberto Alves da Silva, sendo natural da capital baiana, onde nasceu no dia vinte e dois de junho de 1971. Iniciou suas atividades esportivas nas divisões inferiores do Vitória, de sua cidade natal. Posteriormente jogou no Fluminense, Brasiliense, Náutico, Joinville, Marcilio Dias,Goiás, Botafogo da Paraíba. Em 1996 retornou ao Vitória, que era escalado com Nilson; Emerson, Flávio, Reinaldo e Eliomar; Ney Santos, Gil Baiano e Bebeto; Renato Mascaranhas, Agnaldo e Batistinha. Finalmente em 1999 veio para o nosso futebol contratado pelo Juventude. O JU jogava com Emerson; Raudinei, Indio, Capone e Dênis; Flávio, Gil Baiano e Lauro; Mário Tilico, Geufer e Walace. No ano seguinte se transferiu para o arqui rival Caxias, onde se tornou ídolo da torcida grená. O Caxias atuava com Gilmar; Cláudio, Emerson, Paulo Turra e Sandro Neves; Ivair, Gil Baiano e Titi; Eduardinho, Adão e Delmer. Nesse mesmo ano disputou o Brasileirão pelo Inter que ia a campo com Hiran; Marcio Goiano, Lucio, Ronaldo e Dênis; Enciso, Gil Baiano e Juca; Fabiano, Leonardo Manzi e Elivelton. Em 2001 retornou ao Caxias para integrar uma equipe que formava com Sadi; Luiz Paulo, Jairo Santos, Samuel e Alessandro; Cláudio, Gil Baiano, Vanderlei e Everton Luiz; Ciro e Delmer. A seguir esteve na Chapecoense e pela terceira vez no Caxias. Gil Baiano destaca o trabalho de Tite e de Evaristo de Macedo como os melhores técnicos que teve. Os seus melhores marcadores foram Mineiro, Josué, Otacilio e Bernardo. Os melhores meias que viu em ação foram Rivelino, Zico, Zidane, Maradona, Djalminha e Seedorf. Os seus gols inesquecíveis foram todos marcados em BAVIS e o consignado na vitória caxiense por três a zero contra o Grêmio no ano de 2000, no jogo que consolidou a vantagem de sua equipe para a conquista do título gaúcho daquele ano. O seu ídolo nos gramados foi o rei Pelé. Hoje Gil Baiano reside em Campina Grande – PB onde é o gerente de futebol do Treze daquela cidade. Assim, resgatamos a história futebolística de Gilberto Alves da Silva, o Gil Baiano, habilidoso meia atacante que marcou presença no nosso futebol na década passada.

COMENTÁRIOS ()