Domingo, 26 de Março de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1156 - BARÃO

Por César Freitas em 22 de Agosto de 2014


Barão, o nosso focalizado nesta edição, foi um bom lateral direito que foi formado nas divisões inferiores do São José e do Inter, onde se profissionalizou em 1997. O seu nome completo é Adriano Vidal dos Reis, sendo natural de Porto Alegre onde nasceu no dia vinte e oito de junho de 1978. Em 1992 estava nas escolinhas zequinhas de onde se transferiu em 1994 para o Inter. Em 2000 o Inter jogava com Hiran; Barão, Lúcio, Espinola e Denis; Enciso, Carlinhos e Gil Baiano; Fabiano, Rodrigão e Elivelton. Permaneceu no Beira Rio até 2002, integrando um time que formava com Clemer; Barão, Luiz Alberto, Junior Baiano e Cássio; Ronaldo, Alexandre, Claiton e Carlos Miguel; Fabiano e Fernando Baiano. No ano seguinte foi para o Sport de Recife que atuava com Bosco; Barão, Gaúcho, Eduardo Teles e Junior Goiano; Everton, Fernando César, Cleber e Nilton; Junior Amorim e Waldir Papel. Em 2004 retornou ao nosso futebol contratado pela ULBRA que ia a campo com Rafael; Barão, Paulo Roberto, Marcelo e Tilão; Bagnara, Lauro e Mabilia; Evaldo, Luiz Gustavo e Fumaça. Depois de uma passagem pelo Vila Nova de Goiás em 2006 retornou para futebol gaúcho para defender 15 de Novembro de Campo Bom, que ia a campo com Marcio; Barão, Marcão, Marilia e Cris; Edmilson, Rudnei, Valdeir e João Henrique; Aldrovani e Dauri. No mesmo ano defendeu o Juventude que era escalado com Michel Alves; Barão, Wesley, Leonardo Silva e Zé Rodolpho; Julio César, Marcão, Marabá e Renato; Luciano e Eber. Em 2008 jogou no Atlético Goianense e no Caxias que atuava com Juninho; Cassiano, Toninho, Marilia e Barão; Rafael, Mika, Léo Mineiro e Claiton; Neto Potiguar e Marcos Dener. No ano seguinte estava no São Luiz de Ijui que formava com Oliveira; Barão, Bruno, Lourenço, Neguetti e Xaro; Sérgio, Bronzatti, Kelson e Kill; Mauricio e Ronaldo Capixaba. Em 2010 permaneceu no futebol gaúcho defendendo o Avenida de Santa Cruz que jogava com Vandré; Barão, Rudi, Bocha e Emanoel; Cassel, Diego Martins, Alex Goiano e Sinval; Fábio Pinho, Warley e Zé Anderson. A seguir esteve no Passo Fundo, União Frederiquense e Guarany de Bagé, onde encerrou suas atividades como atleta profissional no ano passado. Barão considera que Emerson Leão, Carlos Alberto Parreira e Paulo Autuori foram os melhores técnicos teve. O melhor lateral direito que viu em ação foi Cafu. O seu gol inesquecível foi consignado no jogo 15 de Novembro X Grêmio jogado no Olímpico em 2006. O seu ídolo nos gramados Dunga. Hoje Barão reside em Porto Alegre e no futuro quer ser treinador de futebol. Assim, resgatamos a história futebolística de Adriano Vidal dos Reis, Barão, que inegavelmente foi um bom lateral direito que marcou presença em vários clubes brasileiros.

COMENTÁRIOS ()