Quarta-Feira, 18 de Outubro de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1200 - TULIO

Por Redação em 30 de Junho de 2015


No futebol brasileiro apenas três atletas ultrapassaram a barreira dos mil gols marcados. Foram eles Pelé, Romário e Tulio, o nosso focalizado nesta edição. Tulio lutou bravamente para alcançar tão importante marca.Para tanto nos últimos anos defendeu vários clubes. Em 2010, 2011 e 2012 chegou a atuar por quatro clubes distintos no mesmo ano. O sonhado gol mil foi marcado no jogo Araxá X Mamoré realizado no dia oito de fevereiro de 2014. Após marcar o gol Tulio deixou os gramados e encerrou sua carreira como atleta de futebol. O seu nome completo é Tulio Humberto Pereira da Costa, sendo natural de Goiânia, onde nasceu no dia dois de junho de 1969. Iniciou suas atividades esportivas nas divisões inferiores do Goiás em 1987. Em 1990 o Goiás jogava com Eduardo; Wilson, Richard, Jorge Batata e Lira; Walace, Fagundes e Luvanor; Niltinho, Túlio e Guça. Em 1992 o “Verdão” do Estádio Serra Dourada, atuava com Cleber; Wilson, Jorge Batata, Vladimir e Dalton; Marçal, Walace e Luiz Carlos; Niltinho, Tulio e Augusto. Permaneceu no Goiás até 1992. No ano seguinte foi pra o futebol suíço defender o Sion. Em 1994 retornou ao futebol brasileiro contratado pelo Botafogo que era escalado com Wagner; Wilson Goiano, Germano Wilson Gotardo, Marcio Teodoro e Clei; Moisés , Nelson , Juninho e Sérgio Manoel; Marcinho e Tulio. Em 1995 se sagrou campeão brasileiro com o Botafogo, quando marcou o gol do títtulo. O alvi negro ia a campo com Wagner; Wilson Goiano, Wilson Gotardo, Gonçalves e André Silva; Junior, Beto e Sérgio Manoel, Dauri, Tulio e Iranildo. Em 1997 foi para o Corinthians que jogava com Ronaldo; Rodrigo, Celio Silva, Henrique e Silvinho; André Luiz, Fábio Augusto, Marcelinho e Souza; Donizete e Tulio. No mesmo foi contratado pelo Vitória que formava com Nilton; Russo, Ademir, Marconi e Hélcio; Campos, Gil Baiano e Chiquinho; Bebeto, Tulio e Saulo. No ano seguinte retornou ao Botafogo passando a integrar a seguinte equipe: Vagner; Estevan, Julio César, Gonçalves e Lucio Vagner; Pingo, França, Fábio Augusto e Sérgio Manoel;Bebeto e Túlio. A partir daí começou uma grande peregrinação por vários clubes brasileiros e estrangeiros. Em 1995 veio para o futebol gaúcho contratado pelo Juventude. A equipe esmeraldina ia a campo com Doni; Naldo, Antônio Carlos e Chicão; Magal, Bruno Lança, Leonardo William e Edu Silva;; Tulio e Marcelo. Até encerrar suas atividades como atleta de futebol no Araxá no ano de 2014, Tulio atuou em nada menos do que vinte e dois clubes. Tulio considera que Valdir Espinosa foi o melhor técnico que teve a orientá-lo. O melhor atacante que viu em ação foi Careca. O zagueiro que melhor lhe marcou foi Adair. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo Botafogo X Santos em 1995, quando marcou o gol do título. E também no jogo Brasil X Chile quando marcou um gol de letra. O seu ídolo nos gramados foi Pelé. Tulio jogou quinze jogos pela nossa seleção tendo marcado treze gols. Uma das escalações que esteve presente foi Carlos; Giba, Antônio Carlos, Ronaldo e Lira; Mauro Silva, César Sampaio e Raí; Valdeir, Tulio e Elivelton. Hoje Tulio reside em Goiânia. Assim, resgatamos a história futebolística de Tulio Humberto Pereira da Costa, o Túlio Maravilha, que inegavelmente foi um dos melhores atacantes do futebol brasileiro em todos os tempos.

COMENTÁRIOS ()