Domingo, 24 de Setembro de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1218- WELLINGTON PAULO

Por Redação em 02 de Setembro de 2015


O nosso entrevistado nesta edição é Wellington Paulo que foi mais um bom zagueiro mineiro que também marcou presença no futebol paranaense e carioca. O seu nome completo é Wellington Paulo da Silva Barros, natural de Belo Horizonte, onde nasceu no dia primeiro de dezembro de 1972. Iniciou suas atividades esportivas no América de sua cidade natal no ano de 1998, onde permaneceu até 2001 integrando uma equipe que jogava com Milagres; Rui, André Figueiredo, Wellington Paulo e Fabrício; Claudinei, Marcelo Borges, Moacir e Tucho; Alexandre e Rodrigo. No ano seguinte foi contratado pelo Atlético Paranaense que atuava com Flávio; Gustavo, Wellington Paulo, Silvio Criciúma e Fabiano; Cocito, Alessandro e Kleberson; Dagoberto, Alex Mineiro e Kleber. Em 2003 foi para o futebol carioca defender o Vasco da Gama que formava com Fábio; Russo, Alex, Wellington Paulo e Edinho; Bruno Lazaroni, Henrique, Marcelinho Carioca e Petkovic; Valdir e Morais. Em 2004 defendeu o Náutico para retornar ao América mineiro no ano seguinte para encerrar suas atividades esportivas em 2006. Ao longo de sua carreira como atleta de futebol, Wellington Paulo foi orientado por vários técnicos.Destaca o trabalho de Flávio Lopes, Antônio Lopes, Geninho, Abel Braga e Mauricio Simões. Os melhores zagueiros que viu em ação foram Ricardo, Gamarra, Mauro Galvão , Tiago Gosling e Denis. Os atacantes que lhe deram mais trabalho para serem marcados foram Marques, Celso- ex Vasco e Alex Mineiro. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo América MG quatro X Atlético MG um em 2001. Os seus ídolos nos gramados foram Gamarra e Ricardo. Hoje Wellington Paulo reside na cidade mineira de Contagem onde é proprietário da DR3 SPORTS, que gerencia a carreira de jovens atletas. Assim, resgatamos a trajetória esportiva de Wellington Paulo da Silva Barros, o Wellington Paulo que foi um bom zagueiro que marcou presença no futebol mineiro, paranaense, pernambucano e carioca.

COMENTÁRIOS ()