Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1225 - Sandro Sotilli

Por Redação em 25 de Setembro de 2015


Ao longo dos tempos o futebol do nosso interior revelou excelentes centro avantes. Nas décadas de sessenta e setenta os grandes destaques foram Nico no futebol riograndino e Bebeto, o “Canhão da Serra”. Posteriormente tivemos Lairton, Kita e mais recentemente o Sandro Sotilli, o nosso entrevistado nesta edição, foi um dos melhores atacantes do futebol gaúcho na década de noventa e até a metade da segunda década deste século. Sandro Sotilli, cujo nome completo é Sandro Carlos Sotilli é natural de Rondinha, onde nasceu no dia dezoito de agosto de 1973. Iniciou suas atividades esportivas no Ypiranga em 1993. Em 1996 o “Canarinho” de Erechim jogava com Carlos Alberto; Mano, Alexandre, Torato e Xará; Alexandre Stela, André Carpes e Grizzo; Paulo Gaúcho, Sandro Sotilli e Marquinhos. No ano seguinte o Ypiranga atuava com Clodoaldo; Luciano, Torato,Edu e Toni; Caçapava, Pansera Clóvis;Washington, Sandro Sotilli e Kuki. No mesmo ano foi contratado pelo Inter que ia a campo com André; Gustavo, Márcio, Régis e Luciano; Anderson, Sandoval, Fernando e Marcelo ; Sandro Sotilli e Christian.Em 1997 teve uma passagem pelo Juventude que formava com Humberto; Borges Neto, Capone, índio e Edson; Marcão, Flávio e Lauro; Rodrigo Gral, Sandro Sotilli e Mabilia. Em 1999 foi contratado pelo Ceará. No mesmo ano retornou ao nosso futebol para defender do Caxias.No ano de 2000 foi para o futebol japonês. Em 2001 estava de retorno ao futebol brasileiro. Foi contratado pelo Paulista de Jundiaí. No ano seguinte voltou para o futebol asiático. Em 2003 estava novamente no futebol gaúcho, contratado pelo 15 de Novembro de Campo Bom que ia a campo com Márcio; Fábio Braz, Luiz Oscar e Junior; Borges Neto, Marcão, Sananduva, Maico e Marcelo Muller; Sandro Sotilli e Cleber. No ano seguinte estava no Glória de Vacaria que jogava com Marcão; Flavinho, Careca, Marcelo e Xavier; Toto, Aldo,Edinei e Fábio de Los Santos; Rodrigo Gasolina e Sandro Sotilli. Em 2005 foi para o futebol mexicano onde defendeu o Necaxa, Jaguares e Leon. Em 2007 estava de volta para atuar no Caxias. No ano seguinte depois de uma passagem pelo Veranópolis foi contratado pelo Pelotas que era escalado com Roger; Mateus, Rudi, Rafael Lopes e Xaro; Escobar, Claiton, Michel e Cleber; Thiago Duarte e Sandro Sotilli. Em 2009 veio para o São José da capital. Em 2010 estava de retorno ao Pelotas que ia a campo com Jonatas; Dick, Jonatan, Bruno, Salvador e Diego; Gavião, Jardel e Rodrigo Ribeiro; Thiago e Sandro Sotilli. No mesmo ano teve uma passagem pela Chapecoense. Em 2011 estava de retorno ao áureo cerúleo pelotense que atuava com Dionatan; Eduardo, Fre, Jonas, Junior Paulista e João Rodrigo; Wanderson, Makelele e Gavião. Alan, Sandro Sotilli e Clodoaldo. No mesmo ano teve passagens pelo São Paulo de Rio Grande e pelo Passo Fundo. Em 2012 jogou no São Luiz de Ijui e no Pelotas. Em 2013 esteve no Gaúcho de Passo Fundo e finalmente em 2014 encerrou sua movimentada carreira como atleta de futebol no Pelotas. Sandro Sotilli considera que Tite e Celso Roth foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores atacantes que viu em ação foram Romário e Ronaldo Nazário, que foi o seu ídolo nos gramados. O zagueiro que melhor lhe marcou foi Gamarra. O seu gol inesquecível Fo marcado no jogo Pelotas 1 X Riograndense SM 0, foi o gol que promoveu o Pelotas ao Grupo de Elite de nosso futebol. Assim, resgatamos a movimentada carreira como atleta de futebol de Sandro Carlos Sotilli, o Sandro Sotilli, que inegavelmente foi um excelente atacante e marcou presença no futebol gaúcho nas décadas de noventa e primeiros anos deste século.

COMENTÁRIOS ()