Quarta-Feira, 29 de Março de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1298- PIO

Por Redação em 25 de Novembro de 2016


Pio, o nosso entrevistado nesta edição foi um bom ponteiro esquerdo que marcou presença no futebol paulista, paranaense e pernambucano. Muito habilidoso no trato da bola, era quase imarcável com seus dribles. O seu nome completo é Osmar Alberto Volpe. Nasceu em Araraquara no dia quinze de novembro de 1944. Iniciou suas atividades esportivas na Esportiva de sua cidade natal em 1963, onde permaneceu até 1969. Em 1968 a “Locomotiva” ia a acampo com Machado; Fogueira, Rossi, Fernando e Baiano; Bebeto e Bazani; Valdir, Maritaca, Téia e Pio. Nesse ano se transferiu para o Palmeiras, onde ateve marcante passagem. Em 1971 o “Verdão” jogava com Leão; Eurico, Luiz Pereira, Nelson e Dé; Dudu e Ademir da Guia; Edu, Leivinha, César e Pio. No ano seguinte o clube de Parque Antártica formava com Leão; Eurico, Alfredo e Zeca; Dudu e Ademir da Guia; Ronaldo, Leivinha, Fedatto e Pio. Em 1973 a “ Academia do Parque” era escalada com Leão; Eurico, Luiz Pereira João Carlos e Zeca; Dudu e Ademir da Guia; Ronaldo, Leivinha, Mário e Pio. Em 1975 foi contratado pelo Santa Cruz de Recife que atuava com Jair; Orlando, Renato Cogo, Levir Culpi e Pedrinho; Givanildo e Carlos Alberto; Fumanchu, Ramon, Nunes e Pio. No ano seguinte a “Cobra Coral” ia a campo com Gilberto; Carlos Alberto Barbosa, Alfredo Santos, Levir Culpi e Pedrinho; Carlos Alberto Rodrigues e Edson; Betinho, Jadir, Nunes e Pio. No ano seguinte o “Santa” formava com Joel Mendes; Carlos Alberto Barbosa, Paranhos, Lula Pereira e Pedrinho; Givanildo e Betinho; Fumanchu,Jadir, Nunes e Pio. Em 1979 Pio veio para o futebol paranaense defender o Colorado. Em 1981 retornou para o futebol paulista contratado pelo São Carlos e no ano seguinte abandonou os gramados defendendo o Novo Horizontino. Pio considera que Rubens Minelli, Enio Andrade e Elba de Pádua Lima, o Tim foram os melhores treinadores que teve a orientá-lo. Os melhores ponteiros esquerdos que viu em ação foram Edu, ex Santos, Piau e Lula. Os laterais direitos que lhe marcaram melhor foram Carlos Alberto Torres, Djalma Santos e Zé Maria. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo Palmeiras X Ponte Preta. Edu Bala cruzou da direita e ele fuzilou de sem pulo o arqueiro Waldir Peres. Os seus ídolos nos gramados foram Pelé e Ademir da Guia. Hoje Pio reside em Araraquara onde exerce as atividades de Coordenador de Esportes da cidade, e é Secretário de Esporte, Esporte e Turismo da cidade de Américo que dista vinte quilômetros de sua cidade natal. Pio é Professor de Educação Física aposentado. Assim resgatamos a história futebolística de Osmar Alberto Volpe, o Pio, que inegavelmente foi um ponteiro esquerdo que marcou presença no futebol brasileiro na década de setenta.

COMENTÁRIOS ()