Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017 |

Você Lembra?

Por César Freitas

1337 - BARON

Por Redação em 08 de Setembro de 2017


As divisões inferiores do Inter ao longo dos anos revelaram bons atacantes, como Flávio Minuano, Claudiomiro, Escurinho mais remotamente e mais recentemente Sabará,Leandro e Baron, entre muitos outros. Baron não teve muitas chances no elenco principal colorado. Uma das formações coloradas em 1993 era Gato Fernandez; Marcão, Argel, Sérgio Marcio e Daniel Franco; Elson, Daniel Frasson e Marquinhos; Mazinho Loyola, Baron e Zinho. Em 1994 teve seu passe cedido para a Chapecoense. No ano seguinte retornou ao futebol gaúcho contratado pelo Santa Cruz da “Capital do Fumo”. Depois de um rápido retorno ao Inter em 1996 foi para o futebol japonês defender o Vent Foret Kofu. Em 1997 retornou à Chapecoense. No mesmo ano foi para o Sampaio Correia do Maranhão. Em 1998 estava de volta ao Vent Foret Kofu. No ano seguinte foi para o Jet United ainda do Japão. Em 2001 defendeu o Shimizu Pulse , em 2003 o Cerezo Osaka. Em 2004 retornou ao Vent Foret Kofu. No mesmo ano jogou no Kashima Anters. Em 2006 esteve no Vissel Love e no Fukuoka. Finalmente em 2007 retornou ao futebol brasileiro para jogar no América de São José do Rio Preto-SP, onde encerrou sua movimentada carreira como atleta de futebol. Baron considera que Enio Andrade e Antônio Lopes foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores atacantes que viu em ação foram Huck, Washington e Emerson Scheik. O zagueiro que melhor lhe marcou foi Nakazawando do Yokohama Marinos. O seu gol inesquecível foi marcado no seu primeiro jogo pelo Sampaio Correia. O seu ídolo nos gramados é Evair. Hoje Baron reside em Santa Rosa, onde é proprietário de restaurantes e técnico de futebol nos clubes locais. Baron, cujo nome completo é Marcelo Baron Polanczyk nasceu em Santa Rosa no dia dezenove de janeiro de 1974. Assim, resgatamos a história futebolística do Baron que foi uma promessa do Inter e posteriormente marcou sua presença no futebol japonês onde teve marcante passagem.

COMENTÁRIOS ()