Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020 |

Você Lembra?

1361- BORONI

Por Redação em 09 de Março de 2018

(Foto: Divulgação)


Boroni, o nosso entrevistado nesta edição foi um excelente centro médio que marcou sua presença no futebol riograndino defendendo o Riograndense local, seu único clube .Iniciou suas atividades esportivas em 1963. O “colorado” riograndino jogava com Milton; Lindomar, Oscar Conceição, Adair e Titico; Sanchez e BoronI; Paulo Bolão. Waldemar, Nico e Bangú. Em 1965 o clube do estádio do “Colosso do Trevo” ia a campo com Milton; Jair, Oscar, Adair e Lindomar; Boroni e Cohen; Paulo Renato, Nico, Valdemar e Bangu. Em 1968 Boroni abandonou os gramados.O seu nome completo é Marcos Boroni Neto sendo natural de Rio Grande, onde nasceu no dia quatro de setembro de 1946. Boroni considera que Ney Amado, Galego e Iberê Rosa foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores centros médios que viu em ação foram Elton, Caçapava do Brasil e Sérgio Lopes. Os meias adversários que lhe deram mais trabalho para serem marcados foram Gaspar e João Severiano. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo Riograndense de Rio Grande X Gaúcho em 1965. Os seus ídolos nos gramados são Antônio Azambuja, o Nico, Airton Ferreira da Silva e Alcindo Martha de Freitas. Hoje, aposentado Boroni reside em Porto Alegre. Assim, resgatamos a história futebolística de Marcos Boroni Neto, que foi um excelente centro médio do futebol riograndino.

COMENTÁRIOS ()