Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020 |

Você Lembra?

1365 - HERALDO

Por Redação em 06 de Abril de 2018

(Foto: Divulgação)


Heraldo, o nosso entrevistado nesta edição, foi mais um excelente zagueiro de nosso futebol, atuando com destaque em vários clubes de diversos estados brasileiros. O seu nome completo é Heraldo Gonçalves da Silva, sendo natural de Dourados, onde nasceu no dia doze de julho de 1958. Iniciou suas atividades esportivas no Fluminense, que em 1983 jogava com Paulo César; Aldo, Duilio, Heraldo e Alexandre; Cares, Leomir e Zezé Gomes; Wilsinho, Amauri e Tato; Em 1984 teve uma passagem no Santa Cruz de Recife para no ano seguinte ser contratado pelo Coritiba que se sagrou campeão Brasileiro. A equipe jogava com Rafael; André, Vavá, Heraldo e Dida; Tobi, Marco Aurélio e Paulinho; Lela, Indio e Édson. Em 1986 retornou ao futebol pernambucano contratado pelo Sport Recife, que ia a campo com Paulo César; Betão, Ailton, Heraldo e Éder; Gena, Cleber e Rogério; Zé Guimarães, Luiz Carlos e Pitico. No ano seguinte veio para o futebol mineiro contratado pelo Cruzeiro que era escalado com Gomes; Bilu, Vilmar, Heraldo e Genilson; Douglas, Eduardo e Heriberto; Gil, Claudio Adão e Careca. Em 1988 estava no Palmeiras que atuava com Ivan; Zanata, Toninho, Heraldo e Denys; Gerson Caçapa, Amauri e Bandeira, Tato, Gaúcho e Mauro. Em 1989 foi contratado pelo Atlético Paranaense que formava com Marola; Marques, Osvaldo, Heraldo e Jacenir; Cacau, Luiz Fernando e Marcio; Manguinha, Geraldo e Marquinhos. No ano seguinte o rubro negro paranaense atuava com Toinho; Lima, Osvaldo, Heraldo e Odemilson; Valdir, Serginho e Heriberto; Carlinhos, Kita e Marco Antônio. Em 1991 retornou para o rival Coritiba que ia a campo com Luiz Henrique; Catani, Jorjão, Heraldo e Paulo César; Hélcio, Geverton e Nardela; Pedro Paulo, Afrânio e Pachequinho. Heraldo considera que o gaúcho Enio Andrade foi o melhor técnico que teve a orientá-lo. Os melhores zagueiros que viu em ação foram Marinho Peres, Luiz Pereira, Edinho, Luizinho e Juninho. Os atacantes que lhe deram mais trabalho para serem marcados foram Sérginho, Nunes, Roberto Dinamite e Zico. Os seus gols inesquecíveis foram marcados nos jogos Coritiba X Atlético Paranaense, Coritiba X Portuguesa de Desportos, e Coritiba X Atlético Mineiro em 1985. Os seus ídolos nos gramados são Marinho Peres, Zico e Sócrates. Hoje Heraldo reside em Curitiba onde exerce as atividades de técnico de futebol.

COMENTÁRIOS ()