Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020 |

Você Lembra?

1376 - BATISTA

Por Redação em 22 de Junho de 2018

(Foto: Divulgação)


Batista, o nosso entrevistado nesta edição, foi um excelente zagueiro com marcante atuação no futebol mineiro. O seu nome completo é João Batista Vieira dos Santos, sendo natural de Uberlândia, onde nasceu no dia vinte de julho de 1961. Iniciou suas atividades esportivas no Uberlândia de sua cidade natal em 1979. O Uberlândia jogava com Feitosa; Dick, Maxwell, Batista e Ângelo; Gil, Paulinho e Eli Mendes; Nenê Ramos, Binga e Mairon César. Em 1984, o último ano que defendeu o Uberlândia ia a campo com Moacir; Luizinho, Batista, Zecão e Alberto; Chiquinho, Carlos Roberto e Eduardo; Vivinho, Maurinho e Zé Carlos. Em 1985 Batista teve seu passe negociado com o Atlético Mineiro, onde permaneceu por longo período. Nesse ano o “Galo” jogava com João Leite; Nelinho, Batista, Luizinho e João Luiz; Toninho, Everton e Vito Capucho; Sérgio Araújo, Alisson e Edvaldo. No ano seguinte o Atlético era escalado com Pereira; Jorge Valença, Batista, Luizinho e Flávio; Elzo, Renato e Zenon; Sérgio Araújo e Edvaldo. No ano seguinte o alvi negro formava com João Leite; Chiquinho, Batista, Luizinho e Paulo Roberto; Eder Lopes, Vander Luiz, e Marquinhos; Sérgio Araújo, Renato e Marquinhos Carioca. Em 1988 o Atlético era escalado com Rômulo; Carlão, Batista, Luizinho e Paulo Roberto; Eder Lopes, Vander Luiz e Marquinhos; Adilson, Renato e Ailton. Em 1989 o Galo ia a campo com Rômulo; Carlão, Batista, Paulo Sérgio e Paulo Roberto; Eder Lopes, Moacir e Marquinhos; Robertinho, Gerson e Éder. Finalmente em 1991, o seu último ano de Atlético Mineiro, quando encerrou sua bela carreira como atleta de futebol, integrava a seguinte equipe: Rafael; Jorge Luiz, Leonardo, Batista e Odemilson; Valdir, Luiz Carlos Martins e André; Ratinho, Tico e Éder. Batista considera que Telê Santana, Carlos Alberto Silva e Procópio Cardoso foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores zagueiros que viu em ação foram Ricardo Gomes e Luizinho. Os melhores atacantes que enfrentou foram Romário e Ronaldo Nazário. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo da Seleção Brasileira um X Alemanha um, jogado em Brasília no dia doze de dezembro de 1987. A nossa representação atuou com Gilmar; Zé Teodoro, Batista, Luizinho e Nelsinho (Eduardo); Douglas, Raí (Washington) e Pita (Uidemar); Muller, (Sérgio Araújo), Renato e Valdo. Batista defendeu a nossa seleção em treze jogos. O seu ídolo nos gramados é Neymar. Hoje Batista reside em Belo Horizonte onde exerce as atividades como advogado e pastor da Igreja Batista Central. Assim, resgatamos a história futebolística de João Batista Vieira dos Santos, que foi um excelente zagueiro com marcante passagem no futebol mineiro.

COMENTÁRIOS ()