Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020 |

Você Lembra?

1380 - EDU MARANGON

Por Redação em 20 de Julho de 2018

(Foto: Divulgação)


O nosso entrevistado nesta edição foi um dos melhores meia canchas de nosso futebol nas décadas de oitenta e noventa. Edu Marangon foi excelente no trato da bola com oportunos passes e detentor de um potente chute. O seu nome completo é Carlos Eduardo Marangon, sendo natural da capital paulista, onde nasceu no dia quinze de fevereiro de 1963. Iniciou suas atividades esportivas na Portuguesa de Desportos em 1983. Em 1984 a Lusa jogava com Everton; Mauro, Zequinha, Claudio e Charles; Almir, Humberto e Edu Marangon; Roberto César, Jorginho e Tite. No ano seguinte o clube do Canindé ia a campo com Everton; Alves, Luiz Pereira, Marajó e Alberis; Célio, Ernani Banana e Edu Marangon; Mirandinha, Jones e Esquerdinha. Em 1987 a “Lusa” atuava com Serginho; China, Eduardo, Vladimir e Marcos; Machado, Paulo Marques e Edu Marangon; Jorginho, Toninho e Esquerdinha. No ano de 1988 foi para o futebol italiano contratado pelo Torino, onde permaneceu até 1989. Em 1990 retornou para o Flamengo que era escalado com Zé Carlos; Leandro, Junior, Fernando e Leonardo; Ailton, Luiz Carlos e Edu Marangon; Alcindo, Guga e Bujica. No mesmo ano foi contratado pelo Santos que jogava com Sérgio; Indio, Pedro Paulo, Luiz Carlos e Flavinho; César Sampaio, Derval e Edu Marangon; Almir, Nei e Sérgio Manoel. No ano seguinte o “Peixe” formava com Sérgio; Indio, Pedro Paulo, Luiz Carlos e Flavinho; César Sampaio, Axel e Edu Marangon; Moisés, Glaucio e Luizinho. No ano de 1991 se transferiu para o Palmeiras que era escalado com Ivan; Odair, Luiz Eduardo, Andrei e Biro; César Sampaio, Betinho e Edu Marangon; Jorginho, Magrão e Márcio. No ano seguinte o “Verdão” jogava com Carlos; Marques, Toninho, Andrei e Dida;César Sampaio, Betinho e Edu Marangon; Jorginho, Márcio e Luiz Henrique. Posteriormente defendeu a Inter de Limeira, onde encerrou suas atividades esportivas em 1996. Edu Marangon atuou na nossa seleção em vinte e três oportunidades. Em uma delas a nossa representação jogou com Zé Carlos; Jorginho, Geraldão,Ricardo Rocha e Nelsinho; Bernardo e Edu Marangon; Sérgio Araujo, Bebeto e Mirandinha. Edu Marangon considera que Candinho e Pepe foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores meias esquerdas que viu em ação foram Gerson e Rivelino. Os melhores marcadores que enfrentou foram Bernardo e Carlo Ancelotti. O seu gol inesquecível não foi gol, mas quase. Num jogo da Portuguesa de Desportos X São Paulo deu um chute do meio do campo e a bola bateu duas vezes no travessão e não entrou. Ocorreu na final do Paulistão de 1985. Edu Marangon considera que Pelé é o seu maior ídolo. Em menor escala Gerson, Rivelino, Zico e Maradona. Ídolos mesmos considera seus pais. Assim, resgatamos a história futebolística de Carlos Eduardo Marangon, o Edu Marangon que inegavelmente foi mais um ótimo meia esquerda de nosso futebol.

COMENTÁRIOS ()