Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020 |

Você Lembra?

1398 - BADECO

Por Redação em 23 de Novembro de 2018


Badeco, o nosso entrevistado nesta edição, foi um excelente volante, com marcante passagem pelo futebol de vários estados brasileiros. O seu nome completo é Ivan Manoel de Oliveira, sendo catarinense natural de Joinville, onde nasceu no dia quinze de março de 1945. Iniciou suas atividades esportivas no América de sua cidade natal no ano de 1964. Em 1967 foi contratado pelo Corinthians. No ano seguinte foi para o futebol carioca contratado pelo América, que em 1969 jogava com Helinho; Paulo César, Alex, Mareco e Zé Carlos; Badeco e Tadeu Ricci, Mário, Antunes, Edu e Sarão. Em 1972 a equipe rubra carioca era escalada com Ubirajara; Tereso, Alex, Aldeci e Amauri; Badeco e Edu; Antônio Carlos, Tarciso, Taquito e Gilmar. Em 1973 retornou para o futebol paulista para defender a Portuguesa de Desportos, que ia a campo com Zecão; Santos, Calegari, Pescuma e Cardoso; Badeco e Dicá; Xaxá, Adilson, Tatá e Antônio Carlos. No ano seguinte a “Lusa” formava com Miguel; Isidoro, Arenghi, Cardoso e Mendes; Badeco, Jean e Dicá; Xaxá, Tatá e Wilsinho. Em 1975, seu último ano no estádio do Canindé, integrava uma equipe que jogava com Zecão; Isidoro, Calegari, Cardoso e Mendes; Badeco e Dicá; Xaxá, Enéias, Eudes e Wilsinho. Depois de uma passagem pelo futebol mato-grossense do sul atuando no Comercial, Badeco veio para o futebol gaúcho contratado pelo Juventude que era escalado com Vandeir; Benazzi, Édson Gaúcho, Valmir Louruz e Manoel; Toninho, Badeco e Celso Roth; Assis, Da Costa e Cacau. Badeco considera que os melhores técnicos que teve a dirigí-lo foram Evaristo Macedo, Zezé Moreira, Oto Glória, Zizinho, Flávio Costa e Cilinho. Os melhores volantes que viu em ação foram Falcão, Buglê, Clodoaldo, Chicão, Denilson e Liminha. Os meias adversários mais difíceis de serem marcados foram Pelé, Pedro Rocha, Ademir da Guia, Rivelino, Gerson,Tostão, Roberto Pinto e Alfredo do Guarani de Campinas. Os seus gols inesquecíveis foram marcados nos jogos Portuguesa X Botafogo, Portuguesa X londrina e América de Joinville X Metropol de Cricíuma. Os seus ídolos nos gramados são Zizinho e Didi. Quando deixou os gramados Badeco tornou-se delegado da Polícia Federal, estando hoje aposentado. Badeco reside em São Paulo onde realiza um belo trabalho social na Serra Morena com jovens de 15 a 17 anos. Assim resgatamos a história futebolística do Ivan Manoel de Oliveira, o Badeco que além de ter sido um craque nas quatro linhas é um exemplo de cidadão com um belo trabalho social.

COMENTÁRIOS ()