Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020 |

Você Lembra?

1407 - RAMON

Por Redação em 18 de Janeiro de 2019


Na década de setenta, a fase mais vitoriosa do Inter em termos de conquistas nacionais, o Inter contou com excelentes atacantes como Flávio Bicudo, Dario, Luizinho, Bira, Ramon, o nosso entrevistado nesta edição, entre muitos outros. Ramon, cujo nome completo é Ramon Silva Ramos, é pernambucano natural da cidade de Serinhaém, onde nasceu no dia doze de março de 1950. Iniciou suas atividades esportiva no Santa Cruz, da capital pernambucana no ano 1969. Em 1971 o Santa Cruz jogava com Gilberto; Gena, Rivaldo, Antoninho e Cabral; Lourival, Luciano e Givanildo; Nino, Ramon e Fernando dos Santos. Em 1973 o “Cobra Coral” atuava com Gilberto; Gena, Rivaldo, Antoninho e Botinha; Givanildo, Eub e Luciano; Zé Maria, Ramon e Santos. Em 1975 o Santa era escalado com Jair; Renato Cogo, Lima, Levir e Pedrinho; Givanildo e Carlos Alberto; Fumanchu, Nunes, Ramon e Zé Maria. No mesmo ano teve uma rápida passagem pelo Inter, que ia a campo com Manga; Cláudio Duarte, Figueroa, Herminio e Vacaria; Caçapava, Batista e Falcão; Pedrinho, Ramon e Lima. Em 1976 retornou para o futebol pernambucano, contratado pelo Sport Recife. O “Leão” jogava com Toinho; Vilson, Tião, Djalma e Cláudio; Cacau, Tovar e Luciano; Pedrinho, Ramon e Miltão. Em 1977 foi para o futebol carioca contratado pelo Vasco da Gama, que era escalado com Mazaropi, Orlando Lelé, Abel, Geraldo e Marco Antônio; Zé Mário e Zanata; Wilsinho, Renato Dinamite, Ramon e Dirceu. No ano seguinte o clube do estádio de São Januário jogava com Mazaropi; Orlando Lelé, Gaúcho, Geraldo e Marco Antônio; Zanata e Guina; Paulinho, Roberto Dinamite, Ramon e Paulo César. No ano seguinte foi contratado pelo Goiás, que ia a campo com Amauri; Chiquinho, Marcelo, Argeu e Nonoca; Matinha, Pastoril e Luvanor; Adalberto, Ramon e Erb. Em 1981 o Goiás era escalado com Amauri; Nonoca, Argeu, Alexandre Neto e Marcelo; Matinha, Carlos Alberto e Luvanor; Marco Antônio, Ramon e Gerson Lopes; Em 1982 defendeu o Ceará que ia a campo com Lulinha; Valdemir, Lula Pereira, Amilton Silva e Bezerra; Alves, Jorge Luiz e Nicácio; Getulio, Marciano e Ramon. No início do ano seguinte retornou ao Goiás que formava com Gilberto; Vinicius, Paulo Neli, Marcelo e Adalberto; Carlos Alberto, Luvanor e Washington; Cacau, Bill e Ramon. Em 1984 defendeu o Ferroviário de Fortaleza para encerrar suas atividades esportivas no Brasilia, que atuava com Téo; Beto, Iranildo, Jonas e Marinho; Marco Antônio, Manoel, Ferreira e Vander; João Carlos, Ramon e Santos. Ramon considera que Evaristo Macedo, Paulo Emilio e Orlando Fantoni foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores atacantes que viu em ação foram Pelé, Jairzinho, Tostão, Roberto Dinamite e Cristiano Ronaldo. Os melhores zagueiros que enfrentou foram Luiz Pereira e Ramos Delgado. O seu gol inesquecível foi marcado no clássico Sport X Santa Cruz quando marcou dois gols, nos jogos Vasco X Fluminense, Santa Cruz 1 X CSA 0, Vasco 3 X Flamengo 1, quando também marcou dois gols. Os seus ídolos nos gramados são Pelé, Tostão, Jairzinho e Cristiano Ronaldo. Hoje Ramon reside em Recife onde trabalha no Clube de Campo Sitio Pica Pau Amarelo. Paralelamente dirige o Sindicato dos Atletas Profissionais de Futebol do Estado de Pernambuco.

COMENTÁRIOS ()