Sexta-Feira, 07 de Agosto de 2020 |

Você Lembra?

1411- SÉRGIO PERES

Por Redação em 22 de Fevereiro de 2019


Sérgio Peres, o nosso entrevistado nesta edição, foi um bom volante marcou presença no futebol gaúcho na década de oitenta. Sérgio Peres é paranaense natural de Londrina, onde nasceu no dia vinte e sete de outubro de 1959. Iniciou suas atividades esportivas no Londrina em 1976 onde permaneceu até 1981 quando se transferiu para o Central de Caruaru-PE. A seguir teve passagens pelo Comercial de Ribeirão Preto, Sport Recife, Vila Nova, América-PE. Em 1984 estava no Hercílio Luz de Tubarão. No ano seguinte veio para o futebol gaúcho contratado pelo Grêmio, que jogava com Mazaropi; Ronaldo, Baidek, Luiz Eduardo e Casemiro; China, Valdo e Sérgio Peres; Renato, Gaúcho e Ademir. No ano seguinte foi para Rio Grande defender o São Paulo que jogava com Nando; Kiko, Carlão, Edmilson e Paulo Barroco; Sérgio Peres, Neca e Sérginho; Ernani, Douglas e Luizinho. Em 1987 foi contratado pelo Pelotas que ia a campo com Juarez; Jair, César, Eugênio e Fábio; Doraci, Sérgio Peres e Luiz Carlos; Lambari, Julio e Diego. A seguir defendeu o Rio Branco de Americana- SP. Em 1988 retornou ao nosso futebol contratado pelo Juventude que era escalado com Gilmar; Alcir, Batista, Dorotéo Silva e Gilberto; Sérgio Peres, Leonel e Júlio César; Capanema, Mirandinha e Fernando. No ano seguinte os esmeraldinos jogavam com Osvaldo; César, Sandro. Hélio e Alcir; Sérgio Peres, Caio e Simão; Capanema, Zezinho e Marquinhos. Nesse ano encerrou suas atividades como atleta de futebol. Sérgio Peres considera que Jair Bala, Ernesto Guedes e Paulo de Souza Lobo, o Galego foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. O melhor meia cancha que viu em ação foi Ruben Paz. Os seus gols inesquecíveis foram marcados nos jogos Central Caruaru X Náutico em 1981 e Pelotas X São Borja em 1987.O seu ídolo nos gramados é Neymar. Hoje Sérgio Peres reside em Londrina. Assim, resgatamos a história futebolística de Sérgio Peres, que teve marcante passagem pelo futebol gaúcho na década de oitenta.

COMENTÁRIOS ()