Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2020 |

Você Lembra?

1414 - REIDNER

Por Redação em 15 de Março de 2019


Reidner, o nosso entrevistado nesta edição foi um bom volante com marcantes participações em vários clubes de diversos estados brasileiros. O seu nome completo é Reidner da Silva Lopes, sendo goiano de Jataí, onde nasceu no dia dezoito de julho de 1971. Iniciou suas atividades esportivas no Goiás no ano de 1994 que jogava com Adelson; Zé Teodoro, Marcio, Flávio e Augusto; Kleber e Reidner; Paulinho e Émerson; Baltazar e Éverton. Em 1996 o “Verdão Goiano” era escalado com Kleber; Henrique, Márcio, Richard e Augusto; Reidner e Guará; Dill, Lúcio, Emerson e Evandro. Em 1998, seu último ano no Goiás a sua equipe atuava com Ricardo Pinto; Tulio, Célio Silva, Gito e Marquinhos; Ranieli e Reidner; Otacilio e Araújo, Fernandão e Araújo. No ano seguinte foi para o futebol carioca, contratado pelo Botafogo que era escalado com Wagner; Russo, Jorge Luiz, Sandro e César Prates; Reidner e Marcelinho Paulista; Caio e Sérgio Manoel; Valdir e Zé Carlos. No ano seguinte foi para o futebol mineiro, pois foi contratado pelo Atlético. Em 2001 defendeu o Vitória integrando uma equipe que era formada com Jean; Moura, Marcelo Heleno, Marcos e Leandro; Reidner e Xavier; Alain Delon, Mazinho, Kleber e Cláudio. Ao final desse ano encerrou suas atividades como atleta profissional. Reidner considera que Othon Valentin, Hélio dos Anjos e Joel Santana foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores volantes que viu em ação foram Uildemar, Gallo e Djair. Os melhores meias que enfrentou foram Müller, Edilson e Denilson. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo Botafogo X Palmeiras, pela semi-final do Torneio Rio-São Paulo. Os seus ídolos nos gramados são Raí e Bebeto. Hoje Reidner reside na cidade goiana de Inhumas onde possui um posto de gasolina. Assim, resgatamos a história futebolística de Reidner da Silva Lopes, o Reidner que inegavelmente foi um excelente volante.

COMENTÁRIOS ()