Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020 |

Você Lembra?

1425 - TUPÂZINHO

Por Redação em 31 de Maio de 2019


Tupãzinho é apelido de craque. Antes o gaúcho José Hernani da Rosa tinha esse apelido e foi craque de bola, brilhando intensamente no Guarany de Bagé, sua terra natal e no Palmeiras da capital paulista e o Pedro Francisco Garcia, também craque de bola, também recebeu esse apelido. O Tupãzinho paulista nasceu em Uchoa no dia sete de julho de 1968. Seu primeiro clube foi o São Bento de Sorocaba em 1987.Em 1990 foi contratado pelo Corinthians que jogava com Dagoberto; Giba, Dama, Guinei e Vagner; Marcio, Jairo e Neto; Fabinho, Valmir e Tupãzinho. Em 1992 o “Timão” atuava com Ronaldo, Giba, Marcelo, Guinei e Jacenir; Marcio, Ezequiel e Neto; Marcelinho Paulista, Tupãzinho e Paulo Sérgio. Em 1995, seu último ano no Corinthians o seu time era escalado com Ronaldo; André Santos, Célio Silva, Henrique e Silvinho; Marcelinho Paulista, Zé Elias e Tupãzinho; Marcelinho Carioca, Sérginho e Elivelton. Em 1996 foi para o futebol carioca contratado pelo Fluminense que ia a campo com Welerson; Paulo Roberto, Lima, Ricardo Rocha e Alexandre Seixas; Hugo, Cadu e Tupãzinho; Assis, Demetrius e Marcelo Santos. No ano seguinte foi para o futebol mineiro contratado pelo América, que formava com Gilberto; Evanilson, Junior, Álvaro e Luciano; Dinho, Dario, Careca e Tupãzinho; Rinaldo e Milton. A seguir Tupãzinho iniciou uma grande peregrinação entre clubes de diversos estados como XV de Piracicaba, Matonense, Caldense, Jaboticabal, União Rondonópolis, Cene, Paranavai para encerrar em 2004 no Real de Itumbiara. Tupãzinho considera que Cilinho e Mário Sérgio foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores meias que viu em ação foram Marcelinho Carioca e Edmundo. Os melhores zagueiros que enfrentou foram Junior Baiano, Ricardo Rocha e Antônio Carlos. O seu gol inesquecível foi consignado em 1990 atuando pelo Corinthians. Os seus ídolos nos gramados são Rivelino e Zico. Hoje aposentado Tupãzinho reside na cidade paulista de Tupã. Assim, resgatamos a história futebolística de Pedro Francisco Garcia, o Tupãzinho, que inegavelmente foi craque de bola.

COMENTÁRIOS ()