Sbado, 31 de Outubro de 2020 |

Você Lembra?

1435 - XAXÁ

Por Redação em 09 de Agosto de 2019


Xaxá, o nosso entrevistado nesta edição, foi um bom atacante, atuando normalmente como ponteiro direito em clubes de diversos estados. O seu nome é Maximiliano Rodrigues Lopes, sendo paulista de Guarujá, onde nasceu no dia vinte e sete de dezembro de 1951. Iniciou suas atividades esportivas na Portuguesa Santista, de onde se transferiu para a Portuguesa de Desportos, onde atuou por longo tempo e teve bastante destaque. A Lusa formava em 1971 com Orlando; Arenghi, Darcio, Calegari e Fogueira; Dirceu e Lorico; Xaxá, Basilio, Cabinho e Piau. Em 1973 o clube do Canindé era escalada com Zecão; Cardoso, Pescuma, Calegari e Isidoro; Badeco e Basilio; Xaxá, Tatá, Cabinho e Wilsinho. Finalmente em 1976 a rubro verde ia a campo com Lula; Cardoso, Mendes, Rostain e Isidoro; Badeco e Eudes; Xaxá, Vltinho, Rui Rei e Wilsinho. A seguir Xaxá defendeu o Juventus, Londrina, Uberlândia, Vasco da Gama, que jogava com Leão; Orlando, Gaúcho, Ivan e Paulo César; Zé Mário e Paulo Roberto; Xaxá, Paulinho, Roberto Dinamite e Catinha. União Rondonópolis, Tuna Luso, Dom Bosco para encerrar sua movimentada carreira como atleta de futebol no Espinho de Portugal. Xaxá considera que Oto Glória, Cilinho, Rubens Minelli, Armando Renganeschi, João Avelino e Milton Buzetto foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores defensores que enfrentou foram Figueroa, Luiz Pereira e Carlos Alberto Torres. Os melhores ponteiros que viu em ação foram Zequinha, Valdomiro, Edu Bala, Vaguinho, Garrincha e Cafuringa, que considera o melhor. Os melhores laterais esquerdo que lhe marcaram foram Vladimir, Gilberto, Rildo e Claudiomiro. Os seus gols inesquecíveis foram marcados em jogos da Portuguesa de Desportos e do Uberlândia. Hoje Xaxá reside em Guarujá, onde exerce as atividades de jornalista e radialista. Assim, resgatamos a história futebolística de Maximiliano Rodrigues Lopes, o Xaxá que inegavelmente foi um bom ponteiro direito.

COMENTÁRIOS ()