Domingo, 09 de Agosto de 2020 |

Você Lembra?

1464 - MAGNO

Por Redação em 27 de Março de 2020


Magno, o nosso entrevistado nesta edição,foi um excelente atacante que veio para o futebol gaúcho no inicio de 1995 contratado pelo Grêmio junto ao Flamengo. Magno veio junto com Paulo Nunes, porém pouco atuou com a jaqueta tricolor porque sofreu uma grave lesão e teve que retornar ao rubro negro carioca. Quando se recuperou da lesão foi negociado com o clube holandês Gronigen, onde permaneceu até 1998.Posteriormente foi para o Alaves da Espanha onde permaneceu até 2005 quando foi para o Omonia para encerrar suas atividades como atleta profissional no AEK da Grécia. Quando jogava no Flamengo em 1993 a equipe formava com Gilmar; Charles, Junior Baiano, Gelson e Marcos Adriano; Fabinho, Marquinhos e Piá; Renato Gaúcho, Casagrande e Magno. No ano seguinte o “Mengo” atuava com Gilmar; Charles, Gelson, Paulo Paiva e Marcos Adriano; Fabinho, Marquinhos e Hugo; Paulo Nunes, Magno e Sávio. Quando veio para o Grêmio em 1995 a equipe gremista ia a campo com Danrlei; Marco Antônio, Rivarola, Luciano e Roger; Gelson, Luiz Carlos Goiano e Emerson; Paulo Nunes, Magno e Jardel. O seu nome é Magno Mocelin sendo paranaense de Curitiba, onde nasceu no dia vinte e seis de fevereiro de 1974. Magno considera que Luiz Felipe Scolari e o espanhol Manoel Esnar foram os melhores técnicos que teve a orientá-lo. Os melhores atacantes que viu em ação foram Romário e Ronaldo Nazario. Os melhores zagueiros que enfrentou foram o francês Thuran, os italianos Canavaro e Maldine e o holandês Japp Stam. Considera que todos os gols que marcou foram inesquecíveis. Teve um especial no Campeonato Holandês que marcou de bicicleta. Os seus ídolos nos gramados são Maradona e Romário. Hoje Magno reside em Canoas onde dá treinamentos para crianças e adultos. Assim, resgatamos história futebolística de Magno Mocelin, o Magno que inegavelmente foi um excelente atacante que marcou presença em clubes brasileiros e estrangeiros.

COMENTÁRIOS ()