Quinta-Feira, 29 de Setembro de 2022 |

Você Lembra?

1563 - VILMAR

Por Redação em 18 de Março de 2022


O futebol riograndino ao longo dos anos revelou para o futebol gaúcho vários craques como Chinesinho, Neca, Scala, Touguinha que após se revelarem defendendo clube de sua cidade, receberam propostas da dupla Grenal, se transferiram para Porto Alegre e posteriormente para centros maiores, até para o exterior, onde brilharam intensamente. Vilmar. O nosso entrevistado nesta edição, foi mais craque que brilhou nos gramados riograndinos, recebeu propostas da dupla Grenal, porém não se seduziu e permaneceu em sua terra natal. Meia cancha dotado de muita técnica, brilhou defendendo o Rio Grande e o Riograndense. O seu nome completo é Vilmar Jardim Fernandes, nasceu na cidade “Noiva do Mar” no dia sete de março de 1941.Em 1961 integrava a equipe do “Vovô” Rio Grande que jogava com Milton; Adilson, Izair, Galego e Pedro; Solinha, Gilnei e Vilmar; Cidinho, Nico e Juca. Em 1963 o Rio Grande era escalado para Jura; Blac, Galego, Kim e Pedro; Jadir, Jesus e Vilmar; Leleco, Nico e Luizinho. No ano seguinte foi para o rival Riograndense que atuava com Oberdã; Adair, Oscar, Padilha e Lindomar; Jadir, Paulo Ricardo e Vilmar; Adair, Nico e Bangu. Em 1967 o “Guri Teimoso” ia a campo com Milton; Adair Padilha, Moacir, Noé e Vlamir; Jadir, Uga e Vilmar; Arlen, Nico e Pulinho. Vilmar considera que o saudoso Paulo de Souza Lobo, o Galego foi o melhor técnico que teve a orientá-lo. Os melhores meias canchas que viu em ação foram Paulo César Carpegiani, Falcão e Wilson Carvalho. Os melhores marcadores que enfrentou foram Elton Fensterseiffer, Caçapava e Batista. O seu gol inesquecível foi marcado no jogo Riograndense 3 X Grêmio 2. O seu ídolo nos gramados é Batista, antigo meia cancha que jogou na dupla Grenal. Hoje Vilmar está aposentado e reside na sua terra natal. Assim resgatamos a história futebolística de Vilmar Jardim Fernandes, também conhecido como Vilmar Cachaça, que inegavelmente foi um virtuose da bola.

COMENTÁRIOS ()