Quarta-Feira, 05 de Maio de 2021 |

Colunista


Conversando sobre o cotidiano


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Faça você mesmo

O período de pandemia, que já dura mais de um ano, obrigou as pessoas a ficarem em suas casas. Isso permite verificar que muitos problemas de conservação das residências estão presentes, mas passavam despercebidos com a correria do cotidiano.

São aquelas pequenas rachaduras nas paredes, alguns vidros trincados, talvez uma tinta que desbotou com o tempo, até aquele piso que está com algumas peças quebradas.

Nosso olhar não percebe as imperfeições daquilo que nos cerca quando não estamos focados, vamos levando nossas vidas com os defeitos de nossos móveis e eletrodomésticos, com improvisações para as coisas funcionarem.

Com a pandemia as reformas e consertos nas casas tiveram um aumento, com muitos profissionais sendo solicitados para arrumar os estragados que eram normais aos olhos dos proprietários.

As lojas de materiais de construção nunca fecharam, pois muitas famílias resolveram aumentar as casas, mudar os pisos, alterar a cor das paredes e até mesmo construir em espaços antes abandonados.

Basta passar pelas ruas da cidade para observar a movimentação de material, pilhas de tijolos nas calçadas, areia e brita nos pátios e várias obras em andamento, com muitas empresas contratando pessoal para trabalhar nas construções.

Quando ficamos num espaço por mais tempo, temos a possibilidade de tentar resolver os problemas que aparecem, assim muitos pequenos consertos podem ser feitos, pois com a pandemia os preços dos serviços aumentaram.

Portanto, se tiver paciência para pesquisar na internet, qualquer um pode acabar com aquela torneira vazando, o chuveiro que precisa de uma nova resistência, a tomada que não funciona, até mesmo uma pintura de parede.

Assim, além de economizar o dinheiro da mão-de-obra, pode ser divertido arrumar as coisas da casa, sentir satisfação com a nova parede, o chuveiro consertado ou até a instalação de um novo móvel, sabendo que foi você mesmo que fez.

COMENTÁRIOS ()