Sbado, 25 de Setembro de 2021 |

Colunista



Egoísmo

O novo modo de vida que estamos presenciando, na sociedade, alterou a maneira de agirmos no tratar com os outros, há uma significativa mudança nos relacionamentos, pois cada pessoa está preocupada com os seus problemas e opiniões.

No atual momento, que já se prolonga por quase um ano e meio, o conviver dentro de casa, com poucas pessoas para conviver e dialogar, permitiu o isolamento de pensamento e, também, o surgimento de convicções plenas.

No início todo mundo imaginava que, dentro de pouco tempo, tudo voltaria a ser como antes, não havendo necessidade de alterações nas rotinas, porém não foi o que aconteceu, com a maioria da população fechando-se em casa.

Outro fator determinante no processo de egoísmo exagerado foi o processo político, onde dois líderes antagônicos, com seguidores fiéis, conseguem influenciar o pensamento dos brasileiros, passando a discutir nas redes sociais.

A explosão do número de acessos às plataformas digitais permitiu o surgimento de verdades absolutas, assim cada pessoa, se assim desejar, pode despejar suas opiniões e tentar influenciar outras pessoas a pensarem da mesma maneira.

Não existe meio termo, tudo é extremado, além de cada um tentar satisfazer as suas necessidades, não importando quem pensa de outra maneira, há uma divisão, cada vez maior, entre as pessoas.

O pensamento do outro tem que ser igual ao meu. Não aceito quem pensa diferente. É preciso mudar tuas ideias. São frases comuns nos discursos dos influenciadores de opinião, como se todos fossemos iguais em pensamentos e ações.

Vai ser difícil retornar ao convívio em coletividade devido às pessoas terem se acostumado à solidão dos aparelhos eletrônicos, os quais não respondem, apenas são ferramentas para divulgar como pensam, sem nenhuma contestação.

COMENTÁRIOS ()