Sbado, 25 de Setembro de 2021 |

Colunista



Manifestações

O 7 de setembro de 1822 marca o dia que Dom Pedro proclamou a Independência do Brasil, acabando com nossa condição de colônia portuguesa, assim viramos um país com sistema monárquico, sendo Dom Pedro nosso primeiro imperador.

Passados 199 anos tivemos mais uma comemoração de nossa Independência, com desfiles oficiais em várias cidades, mas passadas as atividades protocolares uma grande parcela da população foi às ruas para se manifestar.

As imagens transmitidas mostraram Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo com multidões tomando conta dos principais pontos destas capitais, apoiando o presidente Jair Bolsonaro.

Também aconteceram manifestações contra o presidente, nas mesmas cidades, com os dois lados podendo mostrar suas ideias e ocupar as ruas, protegidos pelos órgãos de segurança oficiais.

As manifestações públicas são uma constante ao longo da história do país, principalmente após 1984, quando começou o período de abertura política e retorno de muitos líderes ao Brasil, iniciando um novo modelo de escolha presidencial.

O movimento Diretas Já tomou conta das cidades, com milhões de brasileiros manifestando sua vontade de votar para escolher seus representantes, o que só aconteceu pós a Constituição de 1988 passar a vigorar.

A partir de 1989 começaram as campanhas eleitorais, que permitiram ao povo participar do processo, podendo ver os candidatos manifestando suas ideias em comícios em que se concentravam milhares de pessoas.

Além disso, as manifestações contra os preços altos, inflação, além de pedidos para melhorias nas condições de saúde, segurança e educação aconteceram ao longo dos anos, pois o processo democrático permite o povo tome as ruas.

As cores que tomaram as ruas no domingo foram diversas, pois existem inúmeros partidos e instituições que podem ser representadas por camisetas e bandeiras, assim foram manifestações democráticas e devem continuar a existir.

COMENTÁRIOS ()