Sbado, 04 de Dezembro de 2021 |

Colunista



Morte pelo preço da carne

O vendedor de salgados, Wagner de Oliveira Lovato, esteve no Shopping das Carnes, em Alvorada, pela última vez, no dia 02 de outubro de 2021, perguntando os preços das carnes, pois costumava pesquisar os preços dos ingredientes que usava na preparação dos produtos que vendia.

Ao sair do estabelecimento, foi abordado por Luciano Monteiro, gerente da loja de carnes e por seu amigo Luciano Ribeiro, tendo início uma conversa, porém os dois passaram a agredir Wagner, que ao cair, bateu com a cabeça na calçada.

Os clientes e empregados intervieram e seguraram os agressores, enquanto pediam socorro para Wagner, que faleceu no dia seguinte, em virtude das agressões que sofreu, enquanto os agressores tiveram prisão decretada, acusados do homicídio de Wagner.

Naquele sábado, Wagner cumpriu sua rotina de colocar salgados numa sacola térmica pela manhã, percorrer as ruas, vender seus produtos, retornar para o almoço, encher novamente a sacola e passar a tarde vendendo.

No início da noite foi ao açougue, segundo testemunhas, para perguntar o preço das carnes, possivelmente comentado sobre estar muito caro, quando saía do local, o que levou o gerente, que estaria de folga, junto com um amigo a questionar Wagner.

Wagner foi agredido com socos e pontapés e caiu, batendo sua nuca no chão, ficou desacordado, com intervenção das pessoas, que seguraram os agressores, enquanto era chamado o socorro e a polícia.

Wagner morreu deixando a esposa, Rubia Masuhin, e dois filhos desamparados, pois seus planos eram ampliar a produção dos salgados e montar uma padaria para vender os produtos, o que foi interrompido pelas agressões, cujos motivos estão sendo investigados.

COMENTÁRIOS ()