Sbado, 25 de Setembro de 2021 |

Colunista


Política e Saúde


Darci Barth



ACAMPAMENTO FARROUPILHA

Não foi tão tranquilo assim a escolha do terreno no Jardim Alvorada para o Acampamento Farroupilha deste ano. A praça central é melhor em todos os sentidos, já tem a infraestrutura necessária, o acesso à população é muito maior, o comércio já estaria mobilizado, a segurança seria mais efetiva, etc. etc. Por outro lado, ainda vivemos em uma pandemia, o controle das aglomerações no Jardim Alvorada seria facilitado, certamente a saúde vai fiscalizar, medir a temperatura, oferecer álcool gel, exigir o uso de máscaras. Mas foi decidido assim, fazer o que. A presença de público, o número de galpões, a festa em si, vai ser muito menos representativa. Tomara que retorne à normalidade no próximo ano.

SITUAÇÃO DO PAÍS

Estamos com receio da situação atual no país. A gasolina, o gás de cozinha, os preços nos supermercados, sobem toda a semana, o dólar sobe, o salário continua o mesmo. O presidente Bolsonaro numa queda-de-braço com os ministros do STF e a maioria da classe política. A CPI da pandemia promete um tsunami no governo. A coisa como está indo vai degringolar. Não sei pra onde. Ruim para todos nós.

TERCEIRA DOSE DA VACINA

Está comprovado que a eficácia das vacinas, todas elas, começa a diminuir paulatinamente a partir do 4º mês da aplicação, sendo necessário uma 3ª dose de reforço. Basta ver que os idosos estão indo a óbito novamente, todos vacinados com as duas doses. Exemplifiquemos com o ator Tarcísio Meira. TERCEIRA DOSE JÁ.

FUNCIONALISMO PÚBLICO

Está difícil a situação do funcionalismo público em geral. A tendência atual em todo o país é eliminar o concurso público, terceirizar tudo. A inflação está galopante, corrói todo o salário. O funcionário estadual está há 11 anos sem reajuste, o último foi na gestão Tarso Genro. O nosso funcionário público de Alvorada foi surpreendido com o corte do reajuste anual, com a desculpa de ajudar a pagar o auxílio emergencial. Não adianta só reclamar pelos cantos. Está faltando mobilização e indignação.

SACO DE GATOS

O atual ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, filiado ao Progressistas, membro do Centrão, já serviu aos presidentes FHC, Lula, Dilma, Temer, agora Bolsonaro. Bota jogo-de-cintura nisto daí.

CENTRÃO

São personagens sem ideologia bem definida. Parecem inconsistentes politicamente, mas são políticos muito valorizados na hora de compor os votos. Eles costumam jogar no lugar em que o poder está e muitas vezes controlam as cartas do jogo, pois são exímios articuladores e negociadores. São mestres em articularem por trás das cortinas e normalmente ocupam diversos cargos no executivo. São essenciais para os partidos com posicionamentos definidos para compor maioria no congresso e viabilizar ações do executivo. Em regra geral, quanto maior a divisão do jogo político, maior poder eles tem.

COMENTÁRIOS ()