Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 |

Colunista


Política e Saúde


Darci Barth



IPE EM ALVORADA 1

Existem em torno de 20 mil usuários do IPE trabalhando e/ou morando em Alvorada, contando com os funcionários públicos ativos das diversas secretarias, assim como seus dependentes e pensionistas. A sala do IPE foi desativada em janeiro de 2019, por iniciativa do Estado, causando um enorme transtorno a todos. Qualquer pendenga, desde renovação de carteira, esclarecimentos, perguntas e dúvidas, o usuário deve se dirigir à sede central na avenida Praia de Belas, em Porto Alegre. Há a opção online, mas com muitas dificuldades, nem todos possuem computador ou habilidade para acessá-lo. Ainda mais com a defasagem salarial do funcionário público estadual.

IPE EM ALVORADA 2

O presidente da Câmara de Vereadores, Cristiano Schumacher, prometeu que a sala do IPE seria instalada no prédio da Câmara de Vereadores até março passado. Promessa não cumprida. Alegou mudança na direção do IPE, e que iria se reunir com o novo presidente. Tentamos contato por duas vezes, não conseguimos. O aspecto político da instalação da sala no prédio da Câmara pode ter influenciado.

IPE EM ALVORADA 3

Quando veio para Alvorada, em 1989, o IPE se instalou dentro da prefeitura municipal, quando prefeito o saudoso Pedro Antônio Pereira de Godoy, permanecendo por 5 anos. A sala foi solicitada de volta quando da posse do prefeito Appolo, 1973, em sua 1ª administração. Era o tempo das vacas gordas. O IPE alugou sucessivamente várias salas na cidade durante mais de 20 anos, cedendo os funcionários, pagando o aluguel e toda a infraestrutura necessária. Aí surgiu o tempo das vacas magras, crise financeira, com contenção drástica de despesas. Os concursos públicos eram escassos, atualmente no quadro de funcionários predominam os CCs do Estado, cargos de confiança, os funcionários efetivos são raros, aposentados ou em vias de se aposentar. Foi o que aconteceu em Alvorada. A Tânia, todos conhecem a Tânia, excelente funcionária, muito estimada, baita figura humana, iniciou a epopeia do IPE em Alvorada. Quando se aposentou não houve reposição de funcionários, a agência foi desativada.

IPE EM ALVORADA 4

Em muitas cidades do RS, as agências estão abrindo, algumas já abriram, em salas cedidas pela prefeitura municipal. Os funcionários, são necessários no máximo dois, também são cedidos, fazem um treinamento prévio no IPE. Telefone, é só colocar um ramal. Computador, o IPE possui e cede. Temos certeza de que o prefeito Appolo, que é funcionário público aposentado, vai se sensibilizar com o sofrimento dos usuários e arrumar um cantinho para abrigar a agência, pode ser pequeno, sempre foi pequeno e acanhado.

RETIFICAÇÃO

O ex-presidente do DEM, virtual candidato do PL a deputado estadual, Douglas Martello, solicitou a seguinte retificação em nossa última coluna, tópico Confraternização no PL: “o ex-secretário Bolico se fez presente, assim como o ex-secretário Márcio Barcellos. E, realmente o secretário Chorão e o vereador Beto foram as ausências.”

RISCO DE ACIDENTES

Tiradentes esquina Frederico Dihl, sábado passado, 18:30h, em pleno horário do pico, fluxo intenso de carros. O local estava mal iluminado, escuridão total, só se viam os faróis. Sinaleira em amarelo piscante. Risco acentuado de acidentes. Cabia muito bem um azulzinho, guarda municipal, representante da SMT, no local. Nenhuma fiscalização.

PENSAMENTO DA SEMANA

“Só quem depende e usa a saúde pública sabe que o sistema, seja federal, estadual, municipal, além de burocrático, é precário e politiqueiro.” - Oubi Inaê Kibuko

COMENTÁRIOS ()