Sbado, 23 de Outubro de 2021 |

Acampamento Farroupilha termina e projeções para o próximo ano já começaram

Entre as possíveis novidades está a realização em um novo e definitivo local

Por Redação em 24 de Setembro de 2021

"Acampamento Farroupilha termina e projeções para o próximo ano já começaram" (Foto: Divulgação)


Além de comemorar o Dia da Revolução Farroupilha, o 20 de setembro também marcou o encerramento do Acampamento Farroupilha montado no Bairro Jardim Alvorada. O evento, que iniciou no dia 07 com a chegada da Chama Crioula, reuniu milhares de tradicionalistas e interessados pela cultura gaúcha com churrasco, chimarrão (individual) e música tradicionalista.

Conforme conta o subcoordenador da 1ª Região Tradicionalista, Jair Martins, o evento é avaliado por ele de forma positiva por vários fatores. O primeiro é que houve a presença de muitos moradores da cidade, mas também por tradicionalistas de Gravataí, Viamão e Porto Alegre. “Esse ano tivemos bastante chuva e barro porque não temos calçamento como na Praça, mas o pessoal veio em peso e nos surpreendeu”, conta.

Outro motivo é que, antes do início do evento, a Prefeitura realizou a limpeza dos bueiros e bocas de lobo, além de uma operação tapa-buraco nos arredores do Acampamento. “Só vieram pessoas direcionadas ao evento ou que queriam conhecer, foi algo bem selecionado. Não tivemos nenhum tipo de incidente e foi tudo dentro da normalidade. Seguimos os protocolos e mantivemos o número de pessoas dentro do parque limitado pela questão da pandemia”, avalia.

Além das festividades normais, cada Acampamento é marcado por apresentações artísticas e culturais. Sobre isso, Jair Martins comentou que os tradicionalistas puderam realizar todas as oficinas culturais que contou com a presença do prendado municipal e também, pela primeira vez, com todo o prendado do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MT) juntamente com o coordenador da região e autoridades municipais, como o prefeito em exercício Valter Slayfer (PL). “Em todos os dias desde o início tivemos cerca de 18 mil pessoas desde o início do evento”, salienta.

Arrecadação de alimentos

O subcoordenador conta que um dos objetivos do evento era o de arrecadar alimentos para serem doados aos que mais precisam e entidades municipais. Assim, foi definido que a entrada no Parque seria um quilo de alimento não perecível.

No entanto, ninguém levou nenhum donativo e numa reunião entre o seu departamento e a Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude (SMCEJ) foi decidido que seria “cobrado” como ingresso uma doação espontânea de qualquer valor para ser revertida na compra destes alimentos. “A nossa missão era arrecadar alimentos e montar estas cestas básicas e conseguimos muitos alimentos. Foi mais de 1.5 mil quilos arrecadados e em parte já foi doado e o restante serão distribuídas no Bairro Umbu e Sitio dos Açudes”, lembra.

Novo Acampamento

Agora, passado o Acampamento de 2021, a expectativa é pela volta do prefeito José Arno Appolo do Amaral (MDB), que está em férias. Tudo porque, segundo Martins, os tradicionalistas esperam o aval do chefe do Executivo para que uma área de 31 hectares localizada no Distrito Industrial seja doada para que o próximo Acampamento já seja montado neste espaço. “Acredito que o próximo acampamento seja lá. Estamos batalhando desde 2019 quando assumi a coordenadoria e o prefeito voltando de férias vai decidir o local e provavelmente seja lá”, conclui. Esta é uma área que era de propriedade do Estado e foi entregue ao município.

COMENTÁRIOS ( )