Domingo, 26 de Setembro de 2021 |

CREAS deve ser reinaugurado em novo endereço na próxima segunda-feira

Serviço sairá da Rua Justo e será ofertado na Rua Carlos Gomes, Nº 276

Por Redação em 30 de Julho de 2021

"O novo CREAS começa a funcionar na segunda-feira, 02/08, na Rua Carlos Gomes, Nº 276" (Foto: Guilherme Wunder)


A Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (SMTASC) inaugura na segunda-feira, 02/08, a nova sede do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). O serviço, que antes era ofertado na Rua Justo, agora irá para novo endereço: Rua Carlos Gomes, Nº 276 – próximo ao Centro de Saúde. Não foi divulgado o horário que vai ocorrer a inauguração, mas a SMTASC afirma que o serviço não foi interrompido.

Motivos da mudança

Essa é a terceira mudança de sede do serviço desde o início da pandemia. Até abril do ano passado o CREAS funcionava na Rua Mariz e Barros, mas o prédio foi condenado pela equipe técnica da Prefeitura. Depois disso ele foi transferido para a Rua Justo, onde permanece até sexta-feira, 30/07. Contudo, em abril de 2020, já havia sido dito que o prédio não tinha todas as especificações técnicas.

Por causa disso, uma mudança foi necessária. Quem explica é a secretária da SMTASC, Jocelia Wunder. “Foi uma ordem judicial. Se entendeu que a casa não estava nas especificações técnicas que deveria ter. A gente recebeu isso e nos foi informado que teríamos de trocar. Depois de muito tempo encontramos essa casa e a dona está trabalhando nas manutenções e mudanças necessárias”, afirma a titular da pasta.

O valor do aluguel do novo local é de R$5 mil por mês (R$ 60 mil pelos próximos 12 meses). Essa locação é mais barata que a sede anterior, que custava R$ 5.8 mil por mês. Contudo, ela é um pouco mais afastada do centro e próximo da SMTASC. “A gente tentou procurar opções no centro, mas é tudo muito caro. Aqui encontramos algo mais próximo da nossa realidade e das especificações técnicas”, justifica a secretária.

Prédio próprio

Em outubro de 2017 foi falado sobre uma sede própria para o CREAS não depender mais de aluguel. Contudo, até o momento o projeto não saiu do papel. “Estamos trabalhando para isso. Queremos uma sede própria, mas não temos recursos para isso. Nos últimos anos houve uma diminuição nos repasses federais e isso nos impossibilita de construir uma sede própria para não termos mais gastos com aluguéis”, conclui Jocelia.

Na época que o projeto foi desenvolvido se tinha a ideia de construir o CREAS atrás do CEU das Artes, no Bairro Sumaré. Havia sido conquistado R$ 450 mil do Governo Federal e a Prefeitura aportaria mais R$ 150 mil. Contudo, em agosto de 2018 foi informado que o recurso havia sido perdido. Entre os motivos estava a falta de documentação da área e as licitações desertas.

CREAS

O município possui atualmente um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e cinco Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). O CREAS oferece apoio e orientação especializados a pessoas que já têm suas situações de risco comprovadas, ou seja, que são vítimas de violência física, psíquica e sexual, negligência, abandono, ameaça, maus tratos e discriminações sociais.

Enquanto isso, o CRAS – Piratini, Cedro, Nova Americana, Umbu e Santa Barbara – busca prevenir a ocorrência de situações de riscos sociais através do desenvolvimento e monitoramento das famílias com atividades que promovam o fortalecimento dos vínculos familiares e sociais, aumentando o acesso aos direitos da cidadania. Ambos os serviços fazem parte da SMTASC.

COMENTÁRIOS ( )